Gramado sintético e temperatura

No começo de 2024, aumentaram as queixas sobre o gramado artificial do Allianz Parque (estádio que na prática pertence ao Palmeiras e à construtora W. Torre) que já vinham sido feitas por atletas, adversários e árbitros. A polêmica ganhou novo tom quando foram postadas imagens de um material grudado nas travas das chuteias após do campo, levando o time do Palmeiras a mandar seus jogos em outro estádio. Mas o que teria causado isso?

Estrutura de gramado artificial. Fonte: Mundo Bola
Estrutura de gramado artificial. Fonte: Mundo Bola

Vantagens e desvantagens

Como vantagens, o gramado artificial é mais resistente do que o gramado natural e pode suportar o uso intenso por longos períodos sem ficar desgastado ou danificado. Ele não requer irrigação regular, cortes, adubação ou controle de pragas, o que economiza tempo, água e produtos químicos. De modo geral, ele proporciona uma superfície uniforme e consistente, sem áreas desiguais ou buracos, e pode ser usado em diferentes condições climáticas, como chuva ou sol intenso, sem ficar encharcado ou seco demais.

Embora o gramado artificial forneça uma superfície uniforme, alguns estudos sugerem que pode aumentar o risco de certos tipos de lesões, como lesões nos ligamentos, devido à natureza mais dura da superfície em comparação com o gramado natural. E apesar de ser projetado para drenar água, o gramado artificial pode não ser tão eficaz quanto o gramado natural na drenagem de grandes volumes de água, o que pode resultar em poças ou áreas alagadas durante fortes chuvas.

Outra desvantagem é que a produção e o descarte de gramado artificial têm um grande impacto ambiental. Os materiais usados, como plástico e borracha, são geralmente derivados de recursos não renováveis e podem levar centenas de anos para se decompor em aterros sanitários.

Em climas quentes, o gramado artificial pode aquecer significativamente mais do que o gramado natural (95°C contra 25°C de temperatura máxima), tornando-o desconfortável para os atletas e aumentando o risco de lesões por superaquecimento. Superfícies de grama artificial tendem a ser mais quentes do que a grama natural em condições quentes. Isso ocorre principalmente porque o calor do sol é absorvido pela pilha de grama e não é absorvido pelo solo abaixo, ao contrário da grama natural.

Estudos sugerem que a radiação solar, em vez da temperatura do ar, desempenha um papel significativo na flutuação da temperatura da grama sintética. O tipo de preenchimento usado sob o gramado também pode afetar a retenção de calor. Ou seja, a insolação excessiva de um país tropical, aliado à baixa transferência de calor devido às altas temperaturas, pode levar o preenchimento a derreter. É importante observar que podem existir tipos de grama específicos com propriedades diferentes, mas que em tempos de mudanças climáticas, deve-se reconsiderar as questões climáticas do local de instalação do gramado.

Caso do gramado artificial do Allianz Parque

O profissional especializado em gramados Breno Couto disse, ao canal Mundo Bola, que o custo desse tipo de piso é 40% mais barato, mas pela necessidade de troca após alguns anos, fica mais caro. Ele explica que existe manutenção, mas no caso específico não adianta mais, pois o composto termoplástico que fica no solo derreteu, formando o material pastoso que gruda nas chuteiras.

Chuteiras após jogo entre Palmeiras e Santos no Allianz Parque. Fonte: redes sociais
Chuteiras após jogo entre Palmeiras e Santos no Allianz Parque. Fonte: redes sociais

Tal tipo de piso não é aceito nos principais campeonatos de futebol, a Fifa nunca o adotou na Copa do Mundo e está sendo banido na Holanda. Além disso, há uma discussão nos Estados Unidos sobre sua proibição na NFL, a liga de futebol americano.

Como reduzir a temperatura da grama artificial?

Antes da instalação, opte por uma cor de grama mais clara e preenchimento que absorva menos calor do sol por exmeplo, evite preenchimentos de borracha preta, pois eles tendem a reter e transferir mais calor. Além disso, dê preferência por instalar grama artificial em áreas sombreadas sob as árvores, que é justamente onde os gramados naturais têm mais dificuldade para crescer.

Com a grama artificial já instalada, uma maneira eficaz de reduzir a temperatura do gramado sintético é através do uso de aspersores ou um sistema de mangueira, que pode diminuir as temperaturas em até 15°C. Além disso, instalar velas de sombra ou toldos retráteis pode proporcionar sombra e conforto, impedindo a absorção excessiva de calor pela grama artificial.

A grama artificial moderna é projetada com estabilização UV, fornecendo proteção contra desbotamento e danos causados pela luz solar e raios UV. Já o encolhimento é um problema comum com superfícies artificiais devido a mudanças de temperatura. A grama sintética pode expandir ligeiramente no calor e encolher no frio. Embora algum encolhimento seja inevitável, ele pode ser minimizado prendendo adequadamente o gramado com pontas suficientes durante a instalação.

Fontes

Compartilhe :)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.