Gastrite

A gastrite é uma inflamação do revestimento do estômago, causada por uma variedade de fatores: uso excessivo de álcool, estresse crônico, uso de anti-inflamatórios, bactéria Helicobacter pylori, ou qualquer outra causa que afete o funcionamento do estômago. Ocorre uma fraqueza da barreira mucosa que protege a parede estomacal, permitindo que os sucos digestivos produzidos pelo estômago causem danos ao tecido que reveste o órgão.

Divisões anatômicas do estômago humano. Fonte: Wikipedia

Dentre os sintomas, estão dor na parte superior da barriga, náuseas e vômitos. Ela pode durar por pouco tempo, na chamada gastrite aguda, ou pode durar meses e até mesmo anos (gastrite crônica). Se não for tratada, pode levar ao surgimento de úlceras e até mesmo ao câncer de estômago.

Algumas medidas podem ajudar na recuperação e facilitar o tratamento:

  • Comer menos e com menor intervalo entre as refeições (para ajudar no controle da produção de ácidos do estômago), realizando-as em locais tranquilos e evitando beber líquidos durante
  • Não deitar nem fazer exercícios físicos logo após uma refeição. O processo digestivo demora de 30 minutos a 4 horas e se inicia logo na entrada do primeiro bolo alimentar no estômago. A digestão exige um aporte sanguíneo que não deve competir com o necessário para fazer exercícios
  • Evitar alimentos gordurosos (pois ficam mais tempo no estômago) e/ou apimentados, frituras, café, álcool, frutas ácidas (como abacaxi, limão, maracujá e laranja) e refrigerantes
  • Alimentos devem ser ricos em fibras e de fácil digestão, como carnes brancas, peixes, vegetais, frutas, sucos naturais, leite e iogurtes desnatado, e queijos brancos como ricota e cottage.
  • Lave as mãos frequentemente e não levá-las à boca sem necessidade (evitar contágio por H. Pylori)
  • Evitar períodos de estresse ou ansiedade prolongados ou frequentes
  • Praticar atividade física regularmente (importante para melhorar a digestão, diminuir o estresse e a ansiedade)

O chá de algumas plantas medicinais (como hortelã, gengibre, camomila e erva-cidreira) podem ser usadas como tratamento natural para a gastrite nervosa, ajudando as náuseas, a dor de estômago e os vômitos, além de terem efeito calmante.

Chá de Espinheira Santa. Foto: ViniRoger

Particularmente, a espinheira santa (Maytenus ilicifolia) tem sido eficaz no combate às dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação. Seu nome é devido às folhas possuírem bordas com espinhos e propriedades medicinais. Ela possui boas quantidade de taninos, que têm poder cicatrizante de lesões ulcerosas no estômago por controlar a produção de ácido clorídrico no órgão. Os taninos ainda tem poder antisséptico por paralisar as fermentações gastrintestinais e analgésicos. (Fonte: Magalhães PM. 2002. Agrotecnologia para o cultivo de espinheira-santa).

O chá de espinheira santa pode ser feito aquecendo a água até o ponto de fervura e então despejar 1 colher de sopa de folhas e cascas, desligando o fogo. Deixar por 5 minutos em infusão (com um pano de prato em cima) e então despejar o líquido em uma caneca através de uma peneira, para reter os sólidos. Pode ser consumido após as refeições para ajudar na digestão. Não tomar além de 3 vezes por dia nem se estiver grávida.

AVISO: as indicações aqui listadas foram feitas por um especialista na área, para eu fazer. Isso não quer dizer que elas sirvam para você, então consulte um especialista da área para você. Ele poderá identificar a causa e o melhor tratamento, como receitar remédios anti-ácidos.