Dicas de saúde – Exercícios

Uma das buscas mais realizadas no Google é sobre “como emagrecer”. O corpo humano gasta energia para cumprir suas funções vitais (respiração, circulação do sangue, etc) e o “extra” é gasto em exercícios, que vão desde pensar em algo até fazer exercícios físicos. Para suprir essas necessidades, é necessário energia, obtida através da ingestão de alimentos. O balanço resultante dessa equação é que, se comer além do que o corpo vai gastar, essa energia é acumulada no corpo na forma de gordura e a pessoa engorda. E vice-versa. Para emagrecer, portanto, tem que fazer exercícios físicos e ter uma alimentação balanceada. O problema é que muitas vezes as pessoas buscam alternativas mágicas e que podem inclusive prejudicar a saúde.

Exercícios físicos

O importante é manter o hábito, o que pode começar com uma simples caminhada. O ideal é fazer exercícios pelo menos três vezes por semana, intercalando os dias para conseguir bom resultado. Mas antes de sair fazendo ginástica, é bom fazer uma avaliação física com um médico. Pode também fazer exercícios como abdominal, flexão, etc, em casa mesmo. Para isso, deve-se inicialmente fazer o aquecimento e alongamento muscular. O alongamento promove o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento (quanto mais alongado um músculo, maior será a movimentação da sua articulação e, portanto, maior a sua flexibilidade) e reduz o risco de lesões. Busque fazer em séries curtas de 10 a 15 e depois ir aumentando o número de séries conforme for “ficando fácil”, mas nunca force para ficar doendo. Quando dói é porque as células não conseguiram fazer a respiração, devido ao gasto intenso de energia, e começaram a fazer fermentação e produzindo ácido lático. Para eliminar esse acúmulo de ácido lático, uma massagem leve na região ajuda.

Sugestão de séries de exercícios

Aquecimento
Caminhada, postura ereta, tênis e roupas confortáveis, cuidado com a conversa para não secar as vias respiratórias.
Alongamento
Movimentos devem ser feitos até sentir uma tensão no músculo (a partir deste momento relaxe e sustente por 30 a 40 segundos), seguindo a sequência da imagem a seguir (clique para ver a imagem maior).

alongamento-site2

Séries de 10 a 15 para trabalhar o …
Peito
Flexões de braço apoiado na ponta dos pés e nas duas mãos no chão, subindo e descendo o corpo.
Costas
Apoie a perna e o braço esquerdo na borda de uma cama ou mesa. E com a perna direita apoiada no chão, faça movimentos como se estivesse “remando” com o braço direito. Depois inverta.
Ombros
Em pé e braços esticados, faça movimentos para cima e para baixo segurando algum peso de meio quilo em cada mão.
Coxas e Glúteos
Com a mão na cintura e a perna esquerda pra frente e a direita para trás, leve o tronco para cima e para baixo. Depois inverta. Com um colchonete, apoie os cotovelos e os joelhos no chão. Leve a perna esquerda flexionada para cima e para baixo.
Bíceps
Em pé, segure pesos de dois quilos e faça movimentos para cima e para baixo.
Abdomen
Deitado no colchonete, joelhos flexionados e mãos apoiadas na cabeça, contraia o abdome e suba e desça uma parte do tronco (a famosa “abdominal”). Não curve o pescoço, apenas a parte de cima das costas deve subir.

Já é comum encontrar nas praças de cidades as Academias Públicas. Veja um pouco sobre seus equipamentos e como utilizá-los:

O sono também é muito importante, pois tem a função de restaurar o organismo através do repouso de todos os sistemas do corpo e consolidação da memória e aprendizado! Para um sono de qualidade, deve-se atingir todas as cinco fases, inclusive a de sono mais profundo (a fase dos sonhos). Importante dormir confortável, com um bom colchão, travesseiro na altura certa, em um ambiente escuro e silencioso.

Veja também a Parte 2, Dicas de Saúde – Alimentação e a ciência da gordura.

Fontes: Superinteressante, Doutíssima