Capítulo 4 – A aventura recomeça

Explorando novamente a região do lago, o grupo formado por Urk, Bernardo, Turin, Veriska e Araknível encontra por acaso alguém povo serpente (yuanti). Ele tenta fugir mas é capturado. Não revela nada mas fareja uma moeda exótica de electro encontrada no covil das bruxas e diz que tem cheiro de nolcar e de maldade. Aponta na direção da caverna onde estavam, e todos rumam para lá.

A meio caminho da caverna (umas cinco horas de caminhada saindo de Lassir), observam a silhueta de um dragão negro passando e uma figura montada nele. É um yincar, de nome Novri, que desce do dragão e anda em direção ao grupo. Ele tenta negociar para que o grupo siga ele mas que deixe as armas com ele. Turin não gosta da ideia, e após ser chamado de escravo fujão, começam o combate. O dragão voa ao redor e também ataca, mas Novri decide por bater em retirada.

Em busca de respostas, Urk realiza uma invocação divina: “Dê-me as boas vindas em sua plumagem enquanto eu empreendo os desafios à frente sob sua ampla asa”. O deus Roque aparece em uma visão: dezoito redemoinhos mais no norte nas colinas, fissuras elementais do brejo sombrio, lama com ligação ao passado e ao plano da terra, slads que perderam sua gema cranial e controlados. Recebe runas de manipulação interplanar, que são como códigos de portais confeccionados no fim do segundo aeon (100 mil anos atrás) através das tradições druídicas. As posições reveladas pelo divino das pedras com runas podem replicar geometria de linhas de lei ou focos de mana para abrir e fechar portais.

Enquanto isso, o som de tambores é ouvido na direção leste. Decidem continuar seguindo para a caverna. Ao chegarem, Turin entra sorrateiramente e escuta vozes conversando em abissal. Acabam sendo descobertos por gnolls, e uma batalha começa. Urk lança uma tempestade de gelo, matando grande parte, mas muito mais aparecem.

O panteão aliado em Lassir serve para a magia da Palavra de Recordação. Assim, todos se juntam a Urk, o ar treme e o grupo é teletransportado da caverna para o altar do templo de Lassir. Rovard aparece surpreso, e Turin fala que deve convocar o conselho.

Na reunião do conselho, um warlock, um paladino e uma maga se reúnem ao grupo. Araknível diz que as forças são muito maiores e devastadoras do que imaginamos, podendo alcançar alguns milhares. Turin levanta a questão das bruxas trazendo mal e que querem chamar Ababuye, até então tratada apenas como uma lenda. Urk fala das linhas de campo e nodos a ele revelados. Independentemente do que eles representam ou fazem em si, os nodos podem ser manipulados de diferentes formas e, em tese, usados como fontes de poder. Embora isso seja pouco compreendido, mesmo por quem sabe usar esse tipo de recurso/energia.

Chega-se a conclusão de que as bruxas precisam de forças externas para se manterem em um só coven – imagine em vários covens. Decide-se por esvaziar Lassir e chamar reforços. É criado um portal para transportar povo de Lassir para cidade maior. Urk abre um mapa e indica os pontos em que os reforços devem buscar nodos de linhas de ley para tentar desfazer o trabalho das bruxas feito para corromper a terra – semelhante ao que Skorlun relatou que seu grupo fez. Essas linhas podem permitir que convens de convens se formem, de modo a despertar criaturas malígnas.

Para o grupo de aventureiros, segue uma difícil missão: uma descida ao Hades para mais informações, e certamente mais confrontos. Eles seguem para um portal com uma escada infinita, próximo das ruínas que o grupo havia descoberto – e também próximo a um dos nodos.

Escadaria. Foto: ViniRoger
Escadaria. Foto: ViniRoger

Nos portões do Hades, uma cobra diz para buscarem um grande muro. No caminho, o grupo encontra um lago de veneno e um barqueiro, que cobra duas adagas com veneno para levá-los a um lugar mais próximo de povoado perto do muro. No entanto, encontram com monstros no lago e devem pular no veneno para fugirem através de um redemoinho. Caem sobre uma área aberta e caminham durante um bom tempo, enfrentando monstros e fazendo rápidas paradas para descanso.

Este capítulo faz parte da série Urk, o Aarakocra Clérigo – sumário no link.

Compartilhe :)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.