Capítulo 4 – O combate no Hades

Já era perto do ocaso quando Skorlun, Utiok e Aglar começaram a atravessar a passagem. Inicialmente, investigaram uma das cavernas em forma de caveira, encontrando um estábulo com dois corcéis com um chifre na testa cada, um monstro verde conhecido como nycaloth (que já havia agredido Utiok antes) e homens sapo sangrando.

Nycaloth. Fonte: The Forgotten Realms Wiki
Nycaloth. Fonte: The Forgotten Realms Wiki

Do outro lado da passagem que dividia as cavernas em forma de crânio humano em duas e duas, a caveira continha luzes estáticas e alaranjadas visíveis pelos olhos e um brilho verde fosco pulsante pelo nariz. Escalando e observando pelos buracos, observaram um poço com espíritos atormentados, cujas almas corrompidas são usadas como moeda de troca das bruxas.

Primeiro combate

Os aventureiros começaram a ouvir uma bruxa falando sobre o grimório diretamente para eles, mas somente em suas cabeças. Uma bruxa tornou-se visível, flutuando alguns metros na diagonal de suas cabeças. Ao mesmo tempo, dois unicórnios corrompidos levantaram voo para as proximidades e um nycaloth começou a escalada para o platô onde eles se encontravam, sobre uma das caveiras.

Durante o combate, Utiok conseguiu prender a bruxa com sua teia. Aglar a surrou com sua língua e Skorlun a puxou com um chicote de espinhos. No entanto, Aglar foi brutalmente ferido por um dos unicórnios em seguida. Rapidamente, todos subiram em Utiok para escaparem do combate, carregando a bruxa consigo.

Unicórnio negro. Fonte: The Forgotten Realms Wiki
Unicórnio negro. Fonte: The Forgotten Realms Wiki

Skorlun conjurou uma lufada de ar para atrasar um dos unicórnio e Utiok partiu carregando todos na direção do alçapão. Um dos unicórnios perseguia o grupo bem de perto, mas refugou junto ao alçapão. Após fecharem a saída do Hades, os três olharam para a bruxa, que começou a desvanecer e sumir desse plano.

Utiok fechou bem a passagem com teia para que pudessem ficar mais tranquilos. Enquanto isso, Aglar e Skorlun pesquisaram nos livros da torre sobre a bruxa. Descobriram que ela fazia parte da Convenção das Irmãs Negras, talentosas em corromper unicórnios há séculos, e que se chamavam Fekete, Negrir e Schwarsin – a que tinha acabado de atacar o grupo.

Aglar alerta os companheiros para que sigam ao ponto de encontro dos homens-sapo para levar uma mensagem ao seu líder. Eles devem rumar para norte em um caminho sem estradas, o que levaria três dias de caminhada. Além da missão, os aventureiros deveriam ganhar mais experiência e conhecimento para enfrentarem as bruxas em outra oportunidade, recuperando o grimório de Utiok e o livro de Skorlun.

Este capítulo faz parte da série Skorlun, o gnomo druida – sumário no link.

Compartilhe :)

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.