Voos gratuitos pela FAB

Não são só as principais autoridades políticas do país ou chefes militares têm direito de voar em aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira). Qualquer cidadão civil também pode pleitear um lugar nos voos da Aeronáutica, sem custo nenhum, para todas as regiões do país, desde que sejam observadas algumas condições.

Avião Bandeirante C95A da FAB
Avião Bandeirante C95A da FAB

Viagens exclusivas (onde o passageiro escolhe o destino) somente para o vice-presidente da República, ministros de Estado, presidentes do Legislativo (Câmara e Senado) e do STF (Supremo Tribunal Federal), além dos comandantes das Forças Armadas, desde que embarquem a trabalho e por motivo de segurança ou emergência médica.

Para o cidadão comum, deve-se utilizar voos já programados, assim como deve haver vaga na aeronave. Os voos não são regulares, portanto não têm datas, horários e destinos previamente definidos, dependem das missões e atividades dos militares. O tipo de aeronave varia bastante: do C99, utilizado para transportar autoridades, até um bandeirante, que transporte no máximo 20 pessoas.

Os interessados devem procurar o CAN (Correio Aéreo Nacional) de sua região, preencher uma ficha de inscrição, anexar cópias da identidade e do comprovante de residência e informar o trecho que deseja voar. Após o cadastro, o CAN entra em contato com interessado quando houver voo confirmado para o trecho solicitado e vagas disponíveis.

Os trechos mais fáceis de conseguir são os que ligam capitais em todo o país, já que esse tipo de voo é mais frequente. De acordo com a FAB, a maioria dos pedidos são feitos na região Norte do país, para pontos menos interessantes às companhias áreas comerciais. Veja no site da FAB os contatos indicados para quem quer ter mais informações (pergunta nº 20).

Já viajou pela FAB? Compartilhe sua experiência aqui.