Pipoca de macarrão doce

Doce tradicional do interior paulista, o macarrão doce (também conhecido como pipoca de macarrão doce) costuma ser vendido nos carrinhos de pipoqueiro e em lojas de doces. Mais raramente, podem ser encontradas versões salgadas.

Macarrão doce. Fotos: adaptado de Vivendo intensamente as coisas mais simples

Não tem como não lembrar dos Muppets (programa americano de fantoches) com a música “MahNa MahNa”:

Apesar do nome, não tem nada de pipoca/milho, sendo na verdade um macarrão cozido e depois frito, passado em uma mistura de corante e açúcar.

O macarrão usado é um cilindro oco comprido e com ranhuras longitudinais na parte externa, conhecido como “rigatoni“. Difere do tipo “penne” por ser mais largo e com as extremidades cortadas perpendicularmente ao seu comprimento. A palavra “rigatoni” vem da palavra italiana “rigato” (rigatone sendo o aumentativo e rigatoni no plural), o que significa “alinhado” ou “estriado”, e está associado à gastronomia do sul e centro da Itália.

Se quiser comprar pronto, um fabricante é a Pop Flocos de Cereais Ltda-ME, que fica em Jundiaí mas vende para várias cidades da região. Na embalagem, diz que o macarrão usado é do tipo “padre nosso“, apesar de mais parecer do tipo “rigatoni”. O macarrão do tipo padre nosso (ou pai nosso) também é um cilindro oco, porém mais curto que o “rigatoni”. O formato é muito antigo, com origem em Nápoles, e faz referência aos antigos dedais de costura. Ele costuma ser usado para o preparo de saladas, sopas e macarronadas.

Em processo semelhante de produção, existe também a pipoca de arroz: parecem grãos de arroz, mas são de massa de macarrão e ficam rosados quando passam pelo mesmo processo – eles podem ser vistos no canto esquerdo da primeira foto do post.

Faça você mesmo

Você pode fazer a massa em casa mesmo (veja nesse link como fazer macarrão caseiro e então molde com o formato que quiser) ou comprar a massa pronta para cozimento em mercados. Como não encontrei macarrão do tipo “rigatoni”, usei do tipo “penne” (ou “pena”). A receita a seguir não leva o corante rosa, mas pode ser adicionado sem problemas. Comendo quentinho fica indescritível!

Macarrão “penne” doce. Foto: ViniRoger

Receita de Macarrão doce

Ingredientes

  • 250g de macarrão (tipo “rigatoni”)
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar (uns 100g ou 7 colheres de sopa)

Preparo

  1. Coloque água em uma panela e leve ao fogo alto até o ponto de fervura
  2. Acrescente o macarrão, abaixe o fogo e aguarde o cozimento do macarrão
  3. Após o cozimento, escorrer o macarrão, espalhar em um pano branco (pano de prato) e deixar descansar ao sol até secar bem e endurecer um pouco (pelo menos umas 3 horas; quanto menos água, menos espirra na hora de fritar)
  4. Em uma panela funda, coloque o óleo e aqueça-o
  5. Frite os macarrões (é bem rápido, ele torra fácil) e deixe-os escorrendo em papel toalha
  6. Em outra panela em fogo baixo, coloque os macarrões e espalhe o açúcar (e o corante, se for o caso) em cima aos poucos, sempre mexendo para espalhar bem
  7. Desligue o fogo quando começar a aparecer um caramelo sobre alguns macarrões e vá mexendo devagar para mantê-los separados até esfriar

Não encontrei a receita original, então essa é uma adaptação que fiz de uma versão salgada no blog Gastronomia Mogi. Nessa busca, encontrei outra receita bem semelhante (inclusive no nome) no site Tudo Gostoso: a pipoquinha de massa, essa sim com mais “cara” de pipoca.

Pipoquinha de massa. Foto: ViniRoger

Receita de Pipoquinha de massa

Ingredientes

  • 3 ovos
  • 3 colheres de cachaça ou aguardente
  • 250g de farinha de trigo (ou até dar ponto de enrolar com as mãos)
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1/4 xícara (chá) de água

Preparo

  1. Em um recipiente, bata os ovos e adicione a cachaça
  2. Acrescente farinha de trigo até dar o ponto de massa
  3. Sove a massa por alguns minutos até desprender das mãos
  4. Arranque pedaços da massa e enrole com as mãos de modo a formar um canudo, cortando pequenos pedaços
  5. Frite os pedaços em óleo quente ate dourarem
  6. Retire e deixe-os escorrendo em papel absorvente
  7. Em outra panela, mistura a água e o açúcar em fogo médio, misturando continuamente por uns 4 minutos até dissolver o açúcar completamente e formar uma calda
  8. Derrame-a sobre as pipoquinhas até que a calda escorra em todas

Quanto maior os pedaços, mais massa “fofinha” dentro, então se quiser mais “crocância”, corte pedaços menores para fritar (metade do tamanho dos que estão na foto) e deixe no óleo quente por mais tempo.