Google Analytics 4

O serviço de monitoramento de tráfego Google Analytics vai fazer uma importante alteração: uma das instâncias mais comuns do Google Analytics, a Universal Analytics, será desativada em 1º de julho de 2023. Com isso, o administrador precisa executar alguns procedimentos para migrar.

A Universal Analytics é uma propriedade, ou seja, um aplicativo que está associado a um ID de acompanhamento exclusivo, inserido nas páginas web ou código-fonte aplicativo. Através de sua propriedade, é possível gerrar e ter acesso aos dados de visitação ao site monitorado através de gráficos e filtros. Uma conta do Google Analytics pode conter uma ou mais propriedades.

A primeira instância do Google Analytics surgiu em 2005 e uma versão nova e aprimorada (Universal Analytics – UA) foi lançada em 2012, tornando-se o tipo de propriedade padrão. A versão mais recente é a Google Analytics 4 (GA4), lançada em 14 de outubro de 2020. Dentre algumas das diferenças estão:

  • Enquanto o UA é baseado em sessões (com duração definida entre a sessão anterior e a seguinte), fundamenta-se em eventos (como acesso a uma página, compartilhamento, reproduções de vídeo, etc, ou seja, todo clique é um evento) – veja mais no post Métricas do Google Analytics;
  • O GA4 oferece às empresas visibilidade das jornadas do cliente em todos os seus sites e aplicativos – o UA foi desenvolvido originalmente para tráfego web;
  • Menor dependência de cookies;
  • Uso de aprendizado de máquina para gerar insights e previsões.

Nas propriedades do Google Analytics 4, pode-se enviar parâmetros em cada evento. Os parâmetros são informações adicionais que podem especificar ainda mais a ação que o usuário realizou ou adicionar mais contexto ao evento. Por exemplo, os parâmetros podem ser usados para descrever o valor da compra ou para fornecer contexto sobre onde, como e por que o evento foi registrado.

Migração

Para verificar o tipo de propriedade, acesso o Google Analytics e clique na seta para baixo no canto superior esquerdo da sua conta (ao lado do nome da propriedade). Os IDs de propriedade podem começar com UA seguido de um número (UA) ou ter somente números (GA4).

Siga o Assistente de configuração do GA4 do Google. Não há alterações em sua propriedade do Universal Analytics: ela continua coletando dados como sempre e você pode acessar ambas as propriedades através do seletor de propriedades ou da tela Admin. Inclusive o indicado é deixar as duas funcionando concomitantemente, sem excluir a UA até a completa desativação por parte do Google.

Após criar a ID parao GA4, se você usa WordPress com o plugin Site Kit do Google, você pode seguir esse outro guia. Basicamente, no painel de controle do Site Kit, primeiro vá em configurações -> Connected Services -> Analytics e clique na seta suspensa e, em seguida, em Edit. Ative o Google Analytics 4 e coloque o código em seu site para ligá-lo. Você não pode gerenciar uma propriedade do GA4 que foi configurada manualmente (inserindo código nodo seu site) nas configurações do Site Kit.

E os dados históricos coletados com a UA?

O assistente do Assistente de configuração do GA4 não preenche sua nova propriedade do GA4 com dados coletados com o UA. Sua propriedade do GA4 coletará apenas dados daqui para frente. Para ver dados históricos, use os relatórios em sua propriedade do Universal Analytics.

O Google permitirá o acesso aos seus dados do Universal Analytics por pelo menos seis meses após a data de sua desativação. Para manter esse histórico, você deverá exportar os dados. Isso pode ser feito ao gerar qualquer relatório, exportando seus dados ao clicar em “exportar” no topo da página. Como o arquivo é gerado a partir dos dados em tela, aumente o número em “exibir linhas” para incluir os dados além do padrão dos 10 primeiros itens.

Fontes

Compartilhe :)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.