Meteorologia amadora

Os amantes de ciências costumam se especializar em alguma das mais diferentes áreas do conhecimento. E não precisa ser um profissional, podendo estudar, conversar e desenvolver pesquisas como amador. A palavra “amador” deriva do Latim amare e significa “amar, gostar de”, pois escolhe determinada atividade porque gosta dela, sem necessariamente possuir um treinamento formal.

Estação Meteorológica caseira, desenvolvida por Nelson Assad – veja mais no YouTube – canal Imagine Mais

A observação dos fenômenos da atmosfera e a necessidade humana em seu entendimento e tentativas de previsão existem desde o começo da humanidade. Em conjunto com a explicação física e observações metódicas da atmosfera, também é comum a meteorologia popular, que parte da observação cotidiana e reconhecimento de padrões da natureza. Dentre algumas atividades desenvolvidas por meteorologistas amadores, estão:

  • Estudar padrões climáticos
  • Medir vento, chuva, temperatura e outros elementos meteorológicos
  • Registrar e observar as tendências do tempo
  • Fazer previsões de tempo simples

Uma atividade ao alcance de todos é a classificação de nuvens. O processo envolve a observação das nuvens do céu e compará-la com gêneros, espécies e variedades existentes. Você pode fotografá-las com o celular e montar seu próprio álbum, para conferir depois com  o Atlas de Nuvens da OMM e ir ganhando prática. Veja mais no post da Oficina de Identificação de Nuvens.

Para começar a aprender sobre meteorologia, você deve primeiro tentar familiarizar-se com os mapas e termos. Se você não tem certeza do que um certo mapa representa ou de como se relaciona com a previsão e o tempo, ode fazer algumas pesquisas adicionais na internet – veja a tag Meteorologia deste site com os posts do tema.

Os caçadores de tempestades buscam a visualização e registro de atividades severas, em busca de fenômenos extremos como tornados, micro explosões, raios, granizo, etc. Existe até uma série do canal Discovery chamada “Caçadores de tempestades” que mostra a busca de uma equipe de especialistas que levam todo um aparato experimental especialmente preparado para registrar e medir variáveis de tornados no meio-oeste dos EUA (uma região muito propícia a esse tipo de fenômeno).

É possível construir instrumentos meteorológicos caseiros – veja mais no post sobre Instrumentos meteorológicos de baixo custo. Dentre as variáveis atmosféricas que podem ser medidas, estão Temperatura do Ar (Termômetro), Umidade do Ar (Higrômetro), Pressão Atmosférica (Barômetro), Velocidade e Direção do Vento (Anemômetro), Precipitação da Chuva (Pluviômetro), Radiação Solar e Índice de Raios Ultravioleta.

Existem estações meteorológicas automáticas a venda nos mais variados preços, para uso particular. O projeto SenseBox tem fins educacionais e pode compartilhar os dados em rede. Para quem gostar de eletrônica e programação, também é possível adquirir sensores eletrônicos das variáveis atmosféricas para acoplar em placas de circuito integrado e computadores – usando Raspberry Pi ou Arduino, por exemplo.

Existem projetos simples que tratam do lançamento de câmeras e sensores em balões para filmar/fotografar a atmosfera superior. Com um simples circuito eletrônico, um sensor de temperatura, e um gravador de som portátil, tudo a bordo de 4 balões grandes de festa cheios com gás hélio, foi possível obter a temperatura da atmosfera em diferentes alturas. Esse projeto foi realizado em 2004 pelo Clube de Ciências Quark: uma iniciativa de pais e professores que existe desde 1994 com o objetivo de motivar o aprendizado de ciências aos alunos do ensino médio e fundamental, com o desenvolvimento de projetos práticos associando conceitos ensinados na escola.

Ainda existem os que gostam de comparar as previsões de diferentes fontes para descobrir como o tempo estará nos próximos dias. Após morar alguns anos em uma região, é possível ter um maior senso crítico ao analisar a previsão exibida por modelos numéricos e divulgadas por órgão governamentais e particulares de Meteorologia.

A rede de sites “The Fun Times Guide” possui o Weather Guide, com vários posts e matérias relacionadas à meteorologia. Existem fóruns como o meteopt (de Portugal) e o Brasil Abaixo de Zero (do Brasil) que agregam vários amantes da Meteorlogia para discussão de vários fenômenos. Outros sites estão no post links interessantes de Meteorologia.

A Estação Meteorológica do IAG/USP possui o projeto “Meteorologista Amador“: uma atividade de extensão universitária e divulgação científica, com a finalidade de aproximar meteorologistas amadores. Os participantes fazem observações meteorológicas e compartilham os dados coletados.