Antigo Noviciado no Ipiranga

O Ipiranga é um dos bairros mais antigos da cidade de São Paulo. Conhecido por ser o local da declaração de independência do Brasil, possui vários prédios históricos. O Museu Paulista certamente é o mais conhecido, mas logo atrás está o Museu de Zoologia, à frente está o Palácio dos Cedros, quase em frente à antiga residência da família Jafet, que imigrou do Líbano em 1887 e prosperou no comércio da região.

Palácio dos Cedros e Museu de Zoologia (detalhe): diferentes estilos arquitetônicos preservados no Ipiranga. Fotos: ViniRoger

Dentre outros imóveis tombados na região, estão alguns da Congregação das Irmãzinhas de Imaculada Conceição – fundada por Santa Paulina, religiosa ítalo-brasileira, em 12 de julho de 1890:

  • Educandário Sagrada Família (Av. Nazaré, 470 com R. Barão de Loreto, 182): construído em 1895 a partir de projeto doado por Ramos de Azevedo, de tendência neoclássica. Em um dos prédios funciona a 2ª. Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição e, no outro, um educandário. Os dois são interligados pela Capela da Sagrada Família, onde esta sepultado o corpo de Madre Paulina (1865-1942 e canonizada em Roma em 2002). Ela morou naquele terreno, no Pequeno Abrigo para Filhos de Imigrantes e Escravos, de 1918 até o dia de sua morte.
Educandário Sagrada Família. Foto: ViniRoger
  • Instituto Maria Imaculada (Av. Nazaré, 711): construção assimétrica da década de 1930, cuja igreja abriga um painel de cerâmica com a pintura da imagem de Maria Imaculada
Igreja anexa ao Instituto Maria Imaculada. Foto: ViniRoger
  • Internato Nossa Senhora Auxiliadora (R. Dom Luís de Lasagna, 300 e Av. Nazaré, 810): outro projeto de Ramos de Azevedo, de 1896, com imponente portão de ferro, linhas neoclássicas, jardim de rosas e canteiros geométricos versalheses. Atualmente, nele funciona o Museu Vicente de Azevedo, que recebeu o nome do idealizador do edifício com o propósito de ser um estabelecimento educacional para abrigar meninas órfãs (Asylo de Meninas Órfãs e Desamparadas Nossa Senhora Auxiliadora do Ypiranga).
Museu Vicente de Azevedo. Foto: ViniRoger
  • Antigo Noviciado Nossa Senhora das Graças Irmãs Salesianas (R.Dr.Clóvis Bueno de Azevedo, 130 e R. Dom Luis de Lasanha, 176): também doado pelo doado pelo Conde José Vicente de Azevedo, é uma construção de 1924 do padre salesiano e engenheiro Domingos Despiano. Conta com vitrais nas alamedas internas e ladrilho hidráulico original, que formam um mosaico multicor.
Quina e entrada do prédio do Antigo Noviciado. Fotos: ViniRoger

Inicialmente, o prédio tinha o nome de Casa Maria Auxiliadora e só após três anos de sua inauguração foi denominado como Noviciado Nossa Senhora das Graças Irmãs Salesianas. Em 1970, para noviças e passou a ser utilizado por um centro de espiritualidade para as filhas de Maria Auxiliadora, seus alunos e leigos: centro João XXIII. Na mesma década, parte do prédio também abrigou um pensionato para jovens, que funcionou no local até 1986.

Portões de entrada do Antigo Noviciado. Fotos: ViniRoger

O prédio também também sediou um dos campus da Faculdade São Marcos, que inicialmente alugou o local, em 1974, mas após cinco anos acabou comprando 4.992 m² do terreno. Os cursos foram ministrados no prédio por cerca de três décadas até serem descredenciados pelo Ministério da Educação, por causa de problemas relacionados à descumprimento de medida cautelar, problemas financeiros e falta de organização administrativa e acadêmica.

Em 31 de maio de 2012, policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) encontraram 15 partes de corpos humanos no jardim do edifício. Segundo apuração da Folha de S.Paulo, as partes encontradas faziam parte do laboratório de enfermagem da Faculdade São Marcos, e deveriam ter sido encaminhadas para um cemitério ou cremação.

Educandário é o nome geral de um estabelecimento em que se ministra educação (atualmente, os nomes colégio e escola são mais comuns). Já Noviciado é uma casa de formação destinada aos primeiros contatos do candidato a vida religiosa (e ao sacerdócio), então chamado de noviço.

Na virada do século XIX, São Paulo sofria com problemas sociais como abandono, miséria e falta de mão de obra qualificada. Em resposta à essas questões, foram criadas instituições com o objetivo de amparar, regenerar, educar e formar crianças e jovens carentes. Dentre outros prédios tombados na região, estão os de outras ordens católicas e/ou com função educacional.

Fontes