Vaticano

Oficialmente chamado Estado da Cidade do Vaticano (ou Stato della Città del Vaticano em italiano), é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália (veja mais sobre Roma clicando no link). Com aproximadamente 0,44 km² e com uma população de pouco mais de 800 habitantes, é o menor país do mundo. É também o único país do mundo que usa o latim como idioma oficial (além do italiano).

Pintura de Rafael, A Escola de Atenas (1509). Foto: ViniRoger.

Pintura de Rafael, A Escola de Atenas (1509), localizado na Stanza della Segnatura (Museus do Vaticano). Foto: ViniRoger.

Em 1870, as tropas do rei Vítor Emanuel II entram em Roma e incorporam a cidade ao novo Estado. Em 13 de março de 1871, Vítor Emanuel II ofereceu como compensação ao Papa Pio IX uma indenização e o compromisso de mantê-lo como chefe do Estado do Vaticano, um bairro de Roma onde ficava a sede da Igreja.15 O papa porém, recusou-se a reconhecer a nova situação e considerou-se prisioneiro do poder laico.

Em 1929, o Papa Pio XI assina o Tratado de Latrão com o primeiro-ministro da Itália Benito Mussolini, aceitando a proposta que anteriormente havia sido negada pela papa Pio IX e criando-se a cidade-Estado do Vaticano. É descrita como uma nova criação e não como um vestígio dos muito maiores Estados Pontifícios (756-1870), que anteriormente abrangiam a região central da Itália. O Vaticano um Estado eclesiástico ou teocrático-monárquico, governado pelo bispo de Roma, o Papa. A defesa do país é da responsabilidade da Itália, enquanto que a segurança do Papa fica a cargo da Guarda Suíça.

Existem propriedades que não estão na Cidade do Vaticano, mas que, em virtude do Tratado de Latrão, estão sujeitas à extraterritorialidade com isenção de impostos e expropriação. Por exemplo, o edifício da Basílica de Santa Maria Maggiore, incluindo as escadas externas, constitui uma área extraterritorial a favor da Santa Sé, em Roma – os agentes de polícia italianos têm acesso proibido ao local.

Santa Sé

A Cidade do Vaticano existe desde 1929 e é distinta da Santa Sé, que remonta ao cristianismo primitivo e é a principal sé episcopal de um bilhão e meio de católicos romanos (latinos e orientais) de todo o mundo. A Santa Sé é o sujeito de direito internacional, que realiza relações e acordos diplomáticos, sendo assim o Vaticano um território sobre o qual a Santa Sé tem soberania.

A Cúria Romana é o órgão administrativo da Santa Sé, constituído pelas autoridades que coordenam e organizam o funcionamento da Igreja Católica. A hierarquia do clero é realizada na seguinte ordem: Papa -> Cardeal -> Arcebispo -> Bispo -> Padre -> Diácono.

Basílica de São Pedro

Localizada na praça São Pedro, foi concluída no século 17. Nela está a obra Pietà, esculpida em mármore por Michelangelo. Cobre uma área de 23 000 m² e pode albergar mais de 60 mil devotos. A sua cúpula domina o horizonte de Roma, elevando-se a uma altura de 136,57 metros (a mais alta do mundo) e o seu diâmetro interno é de 41,47 m, um pouco menor que duas das três grandes cúpulas que a precederam: a do Panteão de 43,3 m, e a da Catedral de Florença com 44 m. O obelisco egípcio localizado na praça foi trazido por Calígula para Roma; o monumento tem mais de 20m de altura.

Basílica de São Pedro - no dia estava ocorrendo a Audiência geral, celebrada pelo Papa Francisco (no detalhe). Fotos: ViniRoger.

Basílica de São Pedro – no dia estava ocorrendo a Audiência geral, celebrada pelo Papa Francisco (no detalhe). Fotos: ViniRoger.

Sob o altar da basílica está enterrado São Pedro, um dos doze apóstolos de Jesus e o primeiro Papa. A construção do atual edifício, no local da antiga basílica erguida pelo Imperador Constantino, começou em 1506 e foi concluída em 1626. São Pedro não é uma catedral, uma vez que não é a sede de um bispo, e também não é a sede oficial do Papado, que fica na Basílica de São João de Latrão – como catedral da Diocese de Roma, Latrão contém o trono papal (Cathedra Romana), o que a coloca acima de todas as igrejas do mundo, inclusive da Basílica de São Pedro.

A basílica, as tumbas e a cúpula é possível visitar em um dia só. A entrada na basílica é gratuita mas não é possível reservar ingresso com antecedência; deve-se esperar uma fila de 2 a 3 horas (ou algum esquema “por fora” no próprio lugar).

Museus do Vaticano

Galeria dos Mapas (Museus do Vaticano). Foto: ViniRoger.

Galeria dos Mapas (Museus do Vaticano). Foto: ViniRoger.

Para visitar os museus do Vaticano, onde está a famosa Capela Sistina, você precisa de, no mínimo, 3 horas – sem contar o tempo que se perde na fila, que em alta temporada é enorme, mas você pode comprar o ingresso antecipado com hora marcada aos museus no site dos Museus do Vaticano. Os museus estão juntos e são:

  • Museu Pio-Clementino – Fundado em 1771 pelo Papa Clemente XIV, de início continha obras do Renascimento e Antiguidade, mas a coleção foi reestruturada por Pio VI para receber obras gregas e romanas. Atualmente compreende 54 salas de exposição.
  • Museu Chiaramonti – Recebeu este nome de seu fundador, Pio VII, membro da família Chiaramonti, que organizou a sua coleção de estátuas, frisos e sarcófagos no início do século XIX.
  • Museu Gregoriano Etrusco – Fundado por Gregório XVI em 1837, para receber peças encontradas em uma série de escavações desenvolvidas a partir de 1828 em antigas cidades da Etrúria, com peças datando do século IX a.C. ao século I a.C., de cerâmicas, bronzes, objetos em ouro e prata. Uma seção especial é composta de vasos gregos e italiotas (de cidades helenísticas do sul da Itália) e outra é o Antiquarium Romanum, com peças provenientes de Roma e do Lácio.
  • Museu Gregoriano Egípcio – Fundado por Gregório XVI em 1839, o museu é dedicado à preservação de um acervo de monumentos e artefatos do antigo Egito procedentes de escavações na própria Itália (provavelmente trazidos durante a era imperial) e coleções privadas adquiridas no século XIX. O museu ocupa nove salas, um terraço e uma ala com peças da Mesopotâmia, Síria e Palestina.
  • Pinacoteca Vaticana – Inaugurada em 1932, possui um grande número de obras-primas que foram confiscadas pelo francês durante o governo de Napoleão e retornaram ao Vaticano após sua queda. As obras ocupam 18 salas e compreendem um período que vai desde o gótico até o século XIX. Dentre os mestres ali representados estão Fra Angelico, Rafael, Leonardo da Vinci, Botticelli e Caravaggio.
  • Museu Missionário-Etnológico – Fundado por Pio XI em 1926 no encerramento da Exposição Missionária Universal daquele ano. A coleção atual conta com mais de 80 mil itens, organizados em dois grandes grupos: um com objetos ligados às várias religiões do mundo, e outra com obras resultantes da evangelização.
  • Museu Gregoriano Profano – Fundado em 1844 em Latrão com um acervo de estátuas, baixos-relevos e mosaicos da era romana. Em 1854, foi ampliado com a criação do Museu Pio-Cristão, com uma coleção de sarcófagos e estatuária paleocristãos.
  • Museu Filatélico e Numismático – Inaugurado em 2007, possui coleções de moedas, cédulas e selos de papas e de emissões próprias do Vaticano e de outros países representando visitas papais.
Ensaios para elaboração de moeda de 1000 liras do Vaticano (Museu Filatélico e Numismático). Foto: ViniRoger.

Ensaios para elaboração de moeda de 1000 liras do Vaticano (Museu Filatélico e Numismático). Foto: ViniRoger.

Dentre outros espaços importantes, estão quatro salas pintadas por Rafael e seus discípulos, Galeria dos Mapas e a Capela Sistina, uma capela do Palácio Apostólico erguida entre 1475 e 1483 com obras de Michelangelo, Rafael, Bernini e Botticelli. Não é permitido fotografar nem filmar na capela (ela fica no final de um circuito que passa por várias partes do conjunto de museus, sendo uma boa caminhada da entrada até lá).

Saída dos Museus do Vaticano. Foto: ViniRoger.

Saída dos Museus do Vaticano. Foto: ViniRoger.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.

Um Pingback/Trackback

  • Roma | Monolito Nimbus
  • […] Você também pode ver as atrações através de um city-tour pela cidade, que ...
    05/06/2016 15:32