Arquivo da tag: dicas de filmes

Criando histórias

As histórias podem estar em livros, filmes, jogos e nas mais variadas mídias e formatos, mas, de modo geral, seguem um mesmo padrão. Além da forma da escrita em si (introdução, desenvolvimento, clímax e desfecho), muitos estudiosos de "storytelling" (capacidade de contar histórias relevantes) afirmam que boa parte delas segue uma mesma estrutura. Afirmam que, analisando qualquer história contada, ... continue lendo [...]

Nerds

Nerd é uma palavra que vem do inglês que faz referência a uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais em detrimento de outras atividades mais populares. Por isso, um nerd muitas vezes não participa de atividades físicas e sociais, mas não que seja sempre assim. Generalizar é sempre um erro, digo... A expressão é utilizada desde o final da década de 1950 no Massachusetts Institute ... continue lendo [...]

Labirintos e Máquina de Rube Goldberg

Um labirinto é formado de um percurso complicado com a intenção de desorientar a pessoa que o percorre. Já a Máquina de Rube Goldberg é uma máquina que executa uma tarefa simples de uma maneira extremamente complicada, geralmente utilizando uma reação em cadeia. Ambas podem ser encaradas como maneiras propositalmente mais complicadas de se atingir um objetivo. Labirinto Dédalo é ... continue lendo [...]

Computadores famosos do cinema e da televisão

Um Computador é uma máquina capaz de variados tipos de tratamento automático de informações ou processamento de dados e cálculos de maneira pré-programada (já ouvi falar que o computador basicamente só sabe "somar e comparar"). Um robô é um grupo de dispositivos eletromecânicos ou biomecânicos capazes de realizar trabalhos de maneira pré-programada - o termo robô tem origem na palavra ... continue lendo [...]

Eu sou a Lenda

História famosa devido ao filme de mesmo nome de 2007, o final do livro é muito mais interessante do que o do filme. O título do livro já foi traduzido como "A última esperança sobre a Terra", talvez por isso seja difícil encontrar edições mais antigas. Quando procurei-o, já estava esgotado na editora e não tinha mais nem nas grandes livrarias de São Paulo. Recorri ao Estante Virtual para ... continue lendo [...]

Tentando entender Neuromancer

Neuromancer, de William Gibson, é um livro de ficção científica e um clássico do cyberpunk (enfoque de alta tecnologia combinada à degradação social). Publicado em 1984, introduziu conceitos revolucionários para a época, como inteligência artificial, cyberespaço, realidade virtual, implantes cibernéticos e ligações neurais entre personagens. Esses conceitos foram explorados por Masamune ... continue lendo [...]

David Lynch

Conhecido por seus filmes cheios de imagens de sonhos e meticuloso desenho sonoro, o diretor, roteirista e produtor David Lynch explora bastante o surreal e, em muitos casos, apresenta elementos violentos em seus filmes, dando a reputação de "perturbar, ofender ou mistificar" seus públicos. Muitos de seus filmes são alineares (o tempo da história muda para frente e para trás ao longo do filme) ... continue lendo [...]

O faroeste, o western e o bang-bang

Um gênero de cinema clássico e que serve de inspiração para grande parte dos filmes até hoje é o Western, "traduzido" para o português como "faroeste" (do inglês far west). Surgiu nos Estados Unidos e conta histórias que se passam nos tempos em que houve a expansão norte-americana para o oeste. O período histórico retratado inicia-se anteriormente à Guerra Civil Americana até o ... continue lendo [...]

Carl Sagan

Carl Sagan (1934-1996) foi um cientista, astrobiólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano. Autor de mais de 600 publicações científicas e mais de 20 livros de ciência e ficção científica, foi um grande defensor do ceticismo e do uso do método científico e promoveu a busca por inteligência extraterrestre. Vamos falar de algumas de suas ... continue lendo [...]

2001: a odisseia de Kubrick e Clarke

O filme e livro "2001: Uma Odisseia no espaço" foram desenvolvidos simultaneamente, mas enquanto Clarke (o escritor) finalmente optou por explicações mais claras sobre o misterioso monolito e o portal estelar em seu livro, Kubrick (o diretor) decidiu fazer seu filme mais críptico e enigmático ao manter o diálogo e as explicações específicas no mínimo. Sir Arthur Charles Clarke (1917-2008) ... continue lendo [...]