República Tcheca

Em 1º de janeiro de 1993, a Checoslováquia foi dividida em duas por decisão parlamentar. Desde então, a República Checa e a República Eslovaca (Eslováquia) são dois países independentes. A República Tcheca (em checo Česká republika) é um país da Europa Central, membro da União Europeia desde maio de 2004 (mas não adota o Euro, sendo a moeda local a Coroa). O escritor Franz Kafka, nascido em praga (capital do país), é símbolo da cidade (e tema para vários souvenires).

Vista de Praga a partir da torre de tv, ao lado direito (no detalhe, escultura de David Černý de uma criança engatinhando e subindo e torre).

Vista de Praga a partir da torre de tv, ao lado direito (no detalhe, escultura de David Černý de uma criança engatinhando e subindo e torre).

A região antigamente formava o reino da Boémia, mas acabou sob influência dos Habsburgos e passou a fazer parte da Áustria-Hungria. Depois do colapso deste estado após a Primeira Guerra Mundial, os checos e os seus vizinhos eslovacos juntaram-se e formaram a república independente da Checoslováquia em 1918. Depois da Segunda Guerra Mundial, a Checoslováquia caiu na esfera de influência soviética. Em 1968, uma invasão de tropas do Pacto de Varsóvia pôs fim aos esforços dos líderes do país para liberalizar o regime e criar um “socialismo de rosto humano”, durante a Primavera de Praga.

As reformas da Primavera de Praga foram uma tentativa de Alexander Dubček, aliado a intelectuais tchecoslovacos, de conceder direitos adicionais aos cidadãos num ato de descentralização parcial da economia e de democratização. As reformas concediam também um relaxamento das restrições às liberdades de imprensa, de expressão e de movimento. As reformas não foram bem recebidas pelos soviéticos que, após as falhas nas negociações, enviaram milhares de tropas e tanques para ocupar o país. A Primavera de Praga imortalizou-se na música e na literatura pelas obras de Karel Kryl e de Milan Kundera, como “A Insustentável Leveza do Ser”.

A origem da cidade de Praga remonta a seu primeiro assentamento urbano no século X, quando as tribos eslavas construíram duas fortificações sobre duas colinas opostas, estabelecendo aí o ponto de controle do passo pelo rio Moldava (Vltava). A partir do século XI, inclusive com a construção da primeira muralha pelo rei Wenceslau I. A cidade de residência dos reis da Boêmia transformou-se no século XIV na sede da corte do Sacro Império Romano. Cidade Velha (Stare Mesto), Cidade Pequena (Malá Strana), Castelo (Hradcany), Cidade Nova (Nove Mesto), Vysehrad e a Grande Praga (Velká Praha) são bairros mais conhecidos e visitados que se desenvolveram em torno do centro histórico.

Orloj (Praga): relógio astronômico medieval composto do mostrador astronômico (representando a posição do Sol e da Lua no céu, além de mostrar vários detalhes celestes), a "Caminhada dos Apóstolos" (show mecânico representado a cada troca de hora com as figuras dos apóstolos e outras esculturas com movimento) e um mostrador-calendário com medalhões representando os meses.

Orloj (Praga): relógio astronômico medieval composto do mostrador astronômico (representando a posição do Sol e da Lua no céu, além de mostrar vários detalhes celestes), a “Caminhada dos Apóstolos” (show mecânico representado a cada troca de hora com as figuras dos apóstolos e outras esculturas com movimento) e um mostrador-calendário com medalhões representando os meses.

Caminhando pela Praça Venceslau (a praça principal da cidade) rumo ao centro velho (Staroměstská) existe o famoso relógio astronômico (Orloj), no topo da torre da antiga prefeitura. Cruzando o rio Vltava pela Ponte Carlos (Karluv Most), observam-se várias estátuas na própria ponte. A Ponte de Carlos, construída no ano de 1357 durante o reinado de Carlos IV, une a Cidade Velha ao bairro Cidade Pequena, uma região que se estende aos pés do Castelo de Praga.

Catedral de São Vito (Praga): construção em estilo gótico iniciada em 1344 e finalizou-se, depois de uma interrupção das obras no século XV, só em 1929. Destaca-se a grande Capela de São Venceslau do século XIV, compreendendo mais de 1.000 pedras semi-preciosas.

Catedral de São Vito (Praga): construção em estilo gótico iniciada em 1344 e finalizou-se, depois de uma interrupção das obras no século XV, só em 1929. Destaca-se a grande Capela de São Venceslau do século XIV, compreendendo mais de 1.000 pedras semi-preciosas.

O Castelo de Praga encontra-se na Colina Hradcany, local onde foi fundada a cidade. Foi fundado no século IX e atualmente serve como a residência presidencial. Em seu interior encontra-se Catedral de S. Vito, Torre da Pólvora, Palácio Real do Castelo de Praga, Torre Dalibor, Convento de São Jorge, Palácio Lobkowicz e a Viela Dourada. Assim, é considerado como o maior castelo do mundo.

O Ossário de Sedlec, um pouco da gastronomia e trechos de uma apresentação de música clássica na sinagoga espanhola podem ser vistos no vídeo a seguir:

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.

Um Pingback/Trackback