Prova da ANAC

Uma das etapas para se tornar piloto, comissário (CMS), mecânico de manutenção de aeronaves (MMA) ou despachante operacional de voo (DOV) é passar pelas provas da ANAC. Mas como são essas provas? A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) assumiu muitas das funções do antigo DAC (Departamento de Aviação Civil), tornando-se uma agência reguladora federal cuja responsabilidade é supervisionar a atividade de aviação civil no país, através de planejamento, controle e coordenação da política aeroespacial nacional, nos aspectos técnicos e econômicos.

Exemplo de tela com prova da ANAC (imagem retirada do "Grupo de estudos ANAC" no facebook).

Exemplo de tela com prova da ANAC (imagem retirada do “Grupo de estudos ANAC” no facebook).

Com o objetivo de formação técnica e profissional para trabalhar na aviação, existem cursos (obrigatórios na maioria das carreiras) aplicados em escolas homologadas, com matérias práticas e teóricas. No caso do comissário, ele não é apenas um recepcionista ou garçom de aviões e sim um técnico de segurança que deve estar preparado psicologicamente e de forma pratica para qualquer imprevisto, desde o mal estar de um passageiro até procedimentos de segurança e sobrevivência no caso de um acidente aéreo. No treinamento prático são realizadas as aulas de sobrevivência na selva, combate ao fogo, sobrevivência no mar e evacuação de aeronaves. Isso tem como objetivo simular um desastre aéreo: os candidatos deverão aprender a montar armadilhas para capturar animais que poderão ser utilizados como alimentos, montar macas com blusas e peças de roupas e podem passar até 15 horas sem comer para que os candidatos sintam na pele e saibam como agir caso haja necessidade de um pouso forçado em selva ou mar.

Para realização da parte prática, o candidato deverá ter sido aprovado nos exames médicos, conhecido com CMA (Certificado Médico Aeronáutico). Para tanto, a escola deve mandar o nome para o HASP (Hospital da Aeronáutica) para marcar a data do exame. Lá, o candidato deverá pagar (em dinheiro, por volta de 300 reais) e realizar os exames como sangue, urina, vista, audiometria, raio-x, oftalmológico… (alguns devem ser levados prontos, como Papanicolau, eletroencéfalograma e fezes). Depois de passar pelo processo de ensino-aprendizagem e ser aprovado por uma dessas escolas (partes prática e teórica), deverá submeter-se às provas que compõem o exame da ANAC. A escola deverá enviar a documentação dos alunos para a ANAC no máximo 5 dias após o final do curso. Depois o candidato poderá entrar em contato com a ANAC para marcar a data da prova. Veja mais dicas sobre os exames e uma lista de problemas que podem reprovar no site do Canal Piloto (no link do CP Cast 11 tem os depoimentos e dicas para o psicotécnico).

Para marcar a prova, o candidato deverá primeiro pagar os exames. Cada bloco (ou matéria) custa R$86,42 cada (ou seja, os 4 blocos saem R$345,68), devendo ser pago através de GRU (Guia de Recolhimento da União) em agência do Banco do Brasil com uma antecedência mínima de 5 dias úteis em relação à data de realização da inscrição. O candidato poderá marcar a prova presencialmente nas Unidades Regionais ou Escritórios de Aviação Civil da ANAC (veja os endereços dos locais de prova clicando no link), por procuração ou por e-mail. No dia da prova (a ser realizada também no mesmo endereço da ANAC), o candidato deverá apresentar cédula de Identidade ou outro documento oficial de identificação (válidos) com foto recente. A disponibilidade para a data de realização da prova varia com os meses e locais; em alguns lugares haverão vagas para a semana seguinte, e em outros apenas após dois meses, portanto o quanto antes você se planejar e escolher a data, melhor será.

O candidato deverá apresentar-se com 30 minutos de antecedência, sem trajar shorts, bermudas, bonés, minissaias, blusas decotadas ou camisetas (tipo “regata”). Somente poderão ser usadas calculadoras que executem as quatro operações matemáticas básicas (soma, subtração, multiplicação e divisão), mais percentagem, raiz quadrada e memória (de soma e de subtração) e o computador de voo (no caso dos pilotos). Não é permitido o uso de calculadoras científicas, relógios e agendas eletrônicas.

A prova de CMS (Comissário de Voo) será composta por quatro grupos distintos: o primeiro com as matérias de Emergência, Segurança e Sobrevivência; o segundo com as matérias de Sistema de Aviação Civil, Segurança de Voo, Regulamentação da Aviação Civil e Regulamentação da Profissão do Aeronauta; o terceiro com as matérias de Higiene, Medicina Aeroespacial e Primeiros Socorros; e o quarto com as matérias de Fundamentos de Navegação Aérea e de Meteorologia e Conhecimentos Gerais de Aeronaves. Cada prova é constituída de vinte questões de múltipla escolha com quatro alternativas cada (uma dessas alternativas geralmente é absurdamente errada). Será aprovado aquele que alcançar 70% de aproveitamento (14 questões corretas) em cada matéria. Caso reprove apenas uma matéria (ou bloco), obtendo nessa um rendimento superior a 30%, o candidato tem direito a fazer de novo somente a prova da matéria em que foi reprovado em até 90 dias (agendando em até 60 dias).

A prova da ANAC é elaborada automaticamente selecionando as questões que constam de um banco de dados, com milhares de questões classificadas por dificuldade, e é aplicada em computadores nos locais de aplicação de prova. Muitas vezes é chamada de “prova online”, mas não porque dê para fazer da sua casa, e sim porque o computador onde você faz a prova se conecta diretamente com um servidor contendo as questões da prova. Os locais de prova são escritórios da ANAC, que possuem computadores contendo somente monitor, mouse e uma folha em branco para rascunho. Inicialmente, deverá digitar o número de inscrição no computador e confirmar os dados para iniciar a prova. O candidato deve fazer a prova em até 30 minutos por matéria. Você pode pular as questões e voltar para responder depois ou revisar (isso é importante, para ver se não preencheu nada errado).

Imagem da tela da prova da ANAC para Piloto Privado com resultado APROVADO

Imagem da tela da prova da ANAC para Piloto Privado com resultado APROVADO

Muitas informações a respeito dos resultados e formulários podem ser encontrados nesse link da ANAC. O conteúdo programático e mais informações podem ser obtidas no Manual de Curso de Comissário de Voo fornecido pela ANAC.

Após a aprovação neste exame, o candidato a comissário poderá ingressar em uma empresa aérea, segundo critérios de seleção da própria empregadora. Admitido, o candidato contratado deverá receber instruções teórica e prática sobre o equipamento (avião), em uma aeronave propriamente dita (no solo) ou em um “mock-up” (simulador), específicas para o tipo de aeronave na qual o aluno irá habilitar-se, num total mínimo de 27 horas-aula. A empresa oferecerá estágio em voo de, no mínimo, 15 horas, sendo que, destas, deverá ser destinada 1(uma) hora para realização de cheque (exame prático) aplicado por profissionais credenciados pela ANAC. Comprovado o estágio em voo e ocorrendo a aprovação no cheque, a empresa solicitará à ANAC ou nas Unidades Regionais, a expedição da licença e do Certificado de Habilitação Técnica (CHT) do contratado, com os quais, você, agora Comissário, poderá desempenhar suas atividades profissionais.

Veja esse relato de quem já fez a prova da ANAC e passou:

O primeiro passo é passar no curso, ou seja, a escola homologada dá o OK para a ANAC da sua aprovação. Confirmando com a escola, tem que ir para a unidade da ANAC (não precisa ligar antes) e marcar a prova. Peguei uma senha e esperei poucos minutos, sendo que o atendente marcou a prova e imprimiu a GRU para ser paga no Banco do Brasil – a data de vencimento é próxima, então cuidado para não passar da data. Quando eu fui marcar estava tranquilo de datas, eu poderia marcar antes mas agendei para uns 30 dias depois para ter mais tempo de estudar.

No dia da prova, cheguei 40 minutos antes do horário agendado (quanto maior a distância, programe-se para chegar mais cedo ainda para evitar atrasos). Fiquei com mais algumas pessoas em uma ante sala esperando o horário. Entramos para uma sala pequena com poucos computadores dispostos em fileiras. Tudo o que você carregar deve se colocado embaixo da mesa, perto do chão.

O fiscal da sala explica bem tudo como deve ser feito: preencher o nome, CPF, mais alguns dados e clicar em iniciar. A prova é toda feita no computador, é só escolher a alternativa e clicar em próxima. Se a questão for difícil, clique em avançar e depois volte para escolher alguma alternativa. Só dá pra voltar dentro do mesmo bloco, ou seja, deve-se concluir o bloco para ir ao seguinte.

Clicando para finalizar a prova, demora poucos segundos de processamento do computador para imprimir bem grande na tela APROVADO (em verde) ou REPROVADO (em vermelho). Achei a prova fácil, mas porque eu estudei bastante antes. Demorei uns 30 minutos para responder todas as questões. Depois é só sair da sala e acabou todo o processo da prova da ANAC.

Para mais dicas de estudo e sobre o processo seletivo das companhias aéreas, clique nos respectivos links.

Fonte: site da ANAC.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.
  • ELIANA

    CLICAR EM FINALIZAR PROVA É A HORA MAIS DIFÍCIL SEM DÚVIDA.

    • Natalie Yuki

      Concordo! Deve ser mesmo!