Observatório do Pico dos Dias

O Observatório Pico dos Dias é um observatório astronômico localizado entre os municípios de Brazópolis e Piranguçu, a 37 km de Itajubá, Minas Gerais e a 1.864 metros de altitude. É operado e mantido pelo Laboratório Nacional de Astrofísica.

Observatório Pico dos Dias e vista do telescópio principal.

Observatório Pico dos Dias e vista do telescópio principal.

O Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), localizado em Itajubá, Minas Gerais, é um instituto de pesquisas do Ministério da Ciência e Tecnologia do Brasil dedicado à pesquisa em astronomia. Fundado em 1985, foi o primeiro dos laboratórios nacionais instalados no Brasil (como o LNCC e o LNLS). No início, sua função principal era gerenciar o Observatório do Pico dos Dias (OPD), a serviço da comunidade astronômica brasileira.

Com o passar do tempo, foi crescendo sua comunidade própria de astrônomos e o LNA passou a ser uma das principais instituições de pesquisa em astronomia do país. Hoje, além do OPD, o LNA gerencia também os consórcios internacionais de telescópios dos quais o Brasil participa, nomeadamente o Observatório Gemini (dois telescópios de 8,1 m cada, um em Mauna Kea, Havaí e outro em Cerro Pachón, Chile), o SOAR (telescópio de 4,2 m em Cerro Pachón, Chile) e o CHFT.

Veja o vídeo do funcionamento do telescópio principal abaixo:

O observatório possui três telescópios: Telescópio 1,6 m Perkin-Elmer (Ritchey-Chrétien), o maior telescópio instalado em território brasileiro, em funcionamento desde 1981 e utilizado para fotometria, espectroscopia e polarimetria; Telescópio 0,6 m Boller & Chivens (Ritchey-Chrétien), instalado em 1992 com um convênio com o IAG-USP; e Telescópio 0,6 m Zeiss (Cassegrain), adquirido da Alemanha Oriental em troca de café nos anos 60/70 e foi montado no OPD em 1983.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.

Um Pingback/Trackback