Google AdSense

O programa Google AdWords permite criar anúncios que aparecerão em páginas de resultados de pesquisa relevantes do Google e nos sites de parceiros do AdSense – é para os anunciantes, sendo a principal fonte de receita do Google. Já o AdSense é o serviço de publicidade oferecido pelo Google inc. Os donos de websites podem inscrever-se no programa para exibir anúncios em texto, imagem e vídeo. A exibição dos anúncios é administrada pelo Google conforme o perfil do visitante do site e gera lucro baseado ou na quantidade de cliques, visualizações e outras formas ainda em teste – veja mais sobre Monetização de sites clicando no link.

adsense

O AdSense tem sido particularmente importante para a entrega das receitas de publicidade a pequenos sites, representando acesso gratuito e instantâneo a milhares de anunciantes e um controle sobre o desempenho dos anúncios. Ele funciona tanto para websites hospedados no Google, como o Blogspot e YouTube, como site em outros servidores. No AdSense para conteúdo, os editores recebem 68% da receita reconhecida pelo Google correspondente ao serviço, independentemente da sua localização geográfica – outras redes de anúncios podem oferecer uma porcentagem maior, mas podem também não ter uma receita com o mesmo volume.

Como usar AdSense para ganhar dinheiro

Primeiro, é preciso abrir uma conta do Google AdSense (e no Google, por extensão). Nesse passo, você deve verificar se o seu site segue a Políticas do programa Google AdSense. Depois de preencher corretamente o cadastro, deve-se aguardar o recebimento de e-mail dizendo que a conta foi arpovada (demorava dias, hoje demora alguns segundos).

Para colocar o(s) anúncio(s) no site, uma opção é usar um plugin (como o Quick AdSense ou o oficial Google AdSense, com as devidas configurações) se usar o WordPress. Também é possível inserir diretamente no código do site, o que acho mais simples e deixa o site mais rápido. Primeiro, deve-se entrar na conta do Google AdSense, clicar em “meus anúncios”, “criar bloco de anúncios” e acertar as opções de tamanhos (existem alguns recomendados que são mais utilizados pelos anunciantes). Depois, copie o código javascript e cole algum lugar no post que deseja.

Para inserir em um widget na barra lateral do site que usa WordPress, por exemplo, você deve acessar o painel de controle do site, ir em “Aparência”, “Widgets” e criar um widget de texto; cole o código javascript copiado do site do adsense nesse campo e salve. Já se quiser inserir no final de todos os posts, por exemplo, edite o arquivo “single.php” e insira lá o código.

Inicialmente, vai aparecer um retângulo cor “crrreminho”. Conforme o Google for indexando o site, através das palavras chave utilizadas, começam a aparecer as propagandas. Segundo o Google, “pode ser necessário aguardar até 48 horas para que os anúncios do Google sejam exibidos e até uma semana para que o AdSense para pesquisas comece a funcionar em seus sites”, mas pode demorar semanas se o número de visitas do site não fizer muito volume (no meu caso, demorou pouco menos de uma semana). Se ainda assim os anúncios não aparecerem, siga essa “check list“:

  • Problemas de navegador e bloqueio de anúncios – limpe o cache do navegador e exclua seus cookies antes de tentar acessar o site novamente. Verifique se o JavaScript está ativado em seu navegador, já que ele é necessário para visualizar anúncios.
  • Verifique se seu código do AdSense foi implementado corretamente – abra seu site em um navegador e veja o código-fonte (CTRL+U, geralmente) e compare o código do AdSense na fonte de sua página com o código de sua conta do Google AdSense. Evite incorporar o código de anúncio em muitas tags DIV ou em frames aninhados.
  • Domínio de nível mais alto – caso você tenha se inscrito através de um parceiro de hospedagem do Google AdSense (como o Blogger ou o YouTube) e também deseja exibir anúncios do Google AdSense em seu próprio domínio (website hospedado em um domínio que não pertence a um parceiro de hospedagem do Google AdSense). Será preciso enviar uma solicitação de aprovação única a partir de sua conta do Google AdSense, fornecendo o URL do site com o qual deseja gerar receita. Para que sua inscrição seja revisada, insira seu código de anúncio em uma ou mais páginas da Web no URL que você informar. Só será possível analisar sua solicitação de upgrade depois que o código de anúncio acumular impressões no domínio em questão – até lá, fica aparecendo a mensagem “Para concluir sua solicitação de exibição de anúncios no seu próprio website, você precisa implementar o código de anúncio” no painel de controle do AdSense. Até que sua inscrição seja aprovada, serão exibidos anúncios em branco. Depois que sua inscrição for aprovada, você poderá inserir o código de anúncio em qualquer website que possui sem precisar de outras aprovações.
  • Para permitir anúncios segmentados, você precisará inserir seu PIN – número de identificação pessoal recebido por correio para seu endereço de pagamento. Depois que o saldo da sua conta atingir o limite de verificação (10 dólares em ganhos no AdSense), será necessário esperar uma semana para que um PIN seja gerado e enviado a você por e-mail. Geralmente, leva até quatro semanas para que os PINs sejam enviados a você por correio postal. Você tem quatro meses a partir da data da geração do seu primeiro PIN para inseri-lo na sua conta – após esse período, a exibição de anúncios será interrompida na sua conta.

Caso esteja usando o plugin do Google AdSense para WordPress, até seu upgrade ser aprovado, vai aparecer a mensagem “No momento, você tem uma conta do Google AdSense exclusiva para hospedagem” nas configurações do plugin. Quando começarem a aparecer os anúncios no código que foi inserido manualmente, então você pode ou deixar desse jeito (mas o plugin não poderá gerenciá-lo) ou apagar e inserir usar o botão “gerenciar anúncios” da janela AdManager nas configurações do plugin. Aproveite também e ative os anúncios automáticos para dispositivos móveis. Os códigos dos anúncios criados estão disponíveis na aba “Meus anúncios” na página do AdSense.

Relatórios de desempenho

Os relatórios do Google AdSense visa fornecer estimativas aproximadas das atividades atuais da conta. No entanto, esses relatórios não representam os ganhos registrados, pois muitos fatores podem afetar o valor realmente pago – veja os motivos mais comuns para a desativação de contas do Google AdSense por atividade inválida e por violação dos regulamentos nesse link. Quando os ganhos são finalizados, eles são postados na sua página “Histórico dos pagamentos”. Os ganhos do YouTube são adicionados à página “Pagamentos do Google AdSense” antes do 15º dia do mês e incluídos no pagamento se o total de ganhos exceder o limite de pagamento. Os ganhos estimados não são atualizados para incluir seus ganhos do YouTube.

Os “Ganhos estimados” são estimativas aproximadas das atividades recentes da conta de hoje, ontem, deste mês até agora e do mês passado. Já os “Ganhos registrados” exibe dois níveis de ganhos: “saldo atual” dos seus ganhos que ainda não foram pagos (acumula de mês em mês até o dinheiro ir pra sua conta) e “pagamento mais recente”. São valores precisos que incluem toda a receita que a ser recebida em decorrência de impressões e cliques válidos. Esses valores são iguais ao saldo atual exibido na página “Histórico dos pagamentos”. Depois que os registros de ganhos são processados e verificados até o terceiro dia do mês, o saldo atual referente ao mês anterior é lançado na página “Histórico dos pagamentos” e na seção “Ganhos registrados” da Página inicial.

A RPM (Receita por mil impressões) representa os ganhos estimados acumulados para cada mil impressões recebidas: RPM = (Ganhos estimados/Número de visualizações de página) * 1000. Também é possível vincular o Google Analytics e o Google AdSense, para dar contexto aos dados e compreender melhor o desempenho.

Recebendo o dinheiro

Para receber dinheiro do AdSense, primeiro você deve inserir suas informações fiscais – como é em relação ao fisco dos EUA, geralmente basta marcar “No” em tudo. Depois, deve esperar acumular 10 dólares para receber o PIN e ficar disponível um formulário em sua conta quando ela estiver apta para receber pagamentos. Você deverá obter alguns códigos bancários que sua agância bancária saberá informar, como o Código SWIFT e o IBAN. De posse desses números, preencha o formulário com as informações obtidas: nome e número do banco, nome do titular, números da agência, da conta, endereço e telefone do banco e o código SWIFT.

Quando acumular 100 dólares, você poderá receber o valor conforme você tiver configurado (por mês, após atingir tal valor, etc). O pagamento vem por transferência eletrônica internacional em dólares americanos, por isso deverá ser paga uma taxa. Vai precisar de uma autorização para receber esse dinheiro, obtida com o gerente do seu banco toda vez que for receber o dinheiro. Caso o dólar aumente enquanto seu dinheiro ficar provisionado na conta, haverá cobrança em cima desse valor extra, chamada “Movimentação do Dia”, para o banco não sair no ‘prejuízo’.

Ainda com relação à taxa paga ao banco, por exemplo, no início 2016 esse valor era de 80 reais no Banco do Brasil e 90 no Santander (tem muitos casos no Reclame aqui contra esse banco para receber pelo Google). O Banco rendimento, muito comentado como sendo a melhor opção, tem taxa de 20 dólares. Quando o dólar era mais barato, era uma boa opção, mas agora está equivalente aos outros bancos. Veja com mais detalhes os procedimentos para receber pelo Banco do Brasil. Além disso, existe a cobrança de IOF, mas que não é muita coisa.

Como ganhar dinheiro com os vídeos do YouTube

É necessário vincular o canal do YouTube a uma conta do Google AdSense para receber pagamentos pelos vídeos monetizados, ou seja, autorizados pelo dono do canal e pelo YouTube a aparesentarem propagandas e receberem pagamento por isso. Então, utilize o Gerenciador de Vídeos em sua conta para monetizá-lo individualmente ou em conjunto.

Os vídeos que possuem pendências com direitos autorais não podem ser monetizados. Geralmente isso acontece por usar uma trilha sonora com copyright de terceiros. Ainda bem que o próprio YouTube fornece ferramentas online para cortar o trecho de áudio com problemas e até substituir por um novo som da biblioteca de áudio com centenas de músicas liberadas para uso. Para isso, clique onde aparece a mensagem sobre os problemas de direitos autorais e siga os passos.

Nunca clique nos anúncios do seu site

Muitas vezes acontece aquela tentação de clicar em seus próprios anúncios para aumentar sua receita. Vão tentar vários truques para que o Google não descubra, mas acredite: ele é inteligente o suficiente para descobrir. No entanto, quando você clica em um link, um pacote de dados é enviado do seu computador para o computador que hospeda o website (o servidor) com várias informações suas para que ele responda com mais dados do site para sua visualização. Uma “cópia” é enviada para o Google através da própria URL utilizada, identificando-o no sistema do AdSense. Veja algumas formas que o Google usa para saber se você está clicando nos anúncios da sua página:

  • Muitos cliques em seus anúncios em um único dia (especialmente em um mesmo horário), muito fora do normal
  • Ter mais cliques do que visitas no site – principalmente se o site não está bem indexado
  • Caso a visita que gerou o clique venha de um motor de busca usando palavras-chave factíveis, é mais provável ser uma visita real do que uma visita com link direto
  • Cliques em anúncios não relacionados ao conteúdo do seu site ou um grande número de cliques sem conversão (gerar lucros para o anunciante com vendas, por exemplo) podem ser suspeitos
  • Geralmente um visitante real clica no anúncio porque tem interesse, ficando alguns minutos no site do anunciante, inclusive visitando outras páginas dentro desse site (ou seja, visitas de um segundo ou pouco tempo são consideradas suspeitas)
  • Se os cliques vieram a partir do mesmo endereço de IP usado para acessar a conta do AdSense (ou qualquer outro serviço que precise logar numa conta Google) ou todos os dias de um mesmo IP, o Google fica sabendo (ele pode usar cookies, geolocalização ou talvez até MAC address para verificar isso)
  • Existem padrões suspeitos do tipo “por quê esse usuário só clica nos anúncios desse site e não de outros?” ou “por quê as pessoas tendem a acessar diretamente o site pela URL e clicar em anúncios e os visitantes encaminhados por mecanismos de buscas não?”

Caso se interesse pelo conteúdo do anúncio em seu próprio site, copie o link e pegue só o final, quando está a URL final (sem as informações do Google). Fontes: 15 Ways How Google knows if you’re clicking your own Ads e AdSense Help Forum.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.

Um Pingback/Trackback