Estádio Palestra Itália

Também conhecido como Parque Antárctica, o antigo estádio do Palmeiras deixou de receber partidas de futebol e demais eventos em julho de 2010 para reformas. No mesmo espaço, que fica entre os bairros paulistanos da Barra Funda e Perdizes, iniciaram as obras de uma moderna arena multiúso, o Allianz Parque. Ao longo do texto, fotos e vídeos do último jogo no Palestra Itália, 1 dia antes de fechar para as obras: Palmeiras x Boca Juniors.

Visão central do campo com jogadores se preparando para o último jogo do Estádio Palestra Itália: Palmeiras x Boca Juniors.

Visão central do campo com jogadores se preparando para o último jogo do Estádio Palestra Itália: Palmeiras x Boca Juniors. Foto: ViniRoger.

Por quê Palestra Itália?

Palestra, em grego e em italiano, significa ginásio esportivo ou ginástica. Por sua vez, Palaestra é uma palavra latina derivada do grego παλαίστρα, que deriva do verbo παλαίω, significando “lutar”. Palestra Italia era a antiga denominação de alguns clubes de futebol brasileiros, como a Sociedade Esportiva Palmeiras de São Paulo e o Cruzeiro Esporte Clube, de Belo Horizonte, entre outros. Fundando em 1914 por imigrantes italianos, o Palmeiras chamava-se Societa Sportiva Palestra Italia.

Quando o Brasil declarou guerra ao Eixo na Segunda Guerra Mundial, o governo de Getúlio Vargas proibiu e, consequentemente, determinou as mudanças de nomes que fizessem menção direta ou indireta à Itália, à Alemanha e ao Japão. O Palestra Itália de São Paulo escolheu o nome “Palmeiras” para aproveitar o P no uniforme e lembrar a extinta Associação Atlética das Palmeiras, na qual alguns jogadores do Palestra haviam jogado. Em 2009, o Palmeiras utilizou um uniforme azul, em homenagem a seleção italiana de futebol.

O Estádio

Companhia Antarctica Paulista atuava no ramo de fabricação de cerveja e bebidas e foi fundada em 1885. Inicialmente era um abatedouro de suínos localizado no bairro de Água Branca, na cidade de São Paulo. A empresa possuía uma fábrica de gelo com capacidade ociosa e isso despertou o interesse do cervejeiro alemão Louis Bücher, que desde 1868 possuía uma pequena cervejaria. Os dois empresários se associaram, e em 1888 criou-se a primeira fábrica de cerveja do país.

No final do século XIX a Companhia Antarctica Paulista criou o Parque da Antarctica, um espaço de lazer de 300 mil metros quadrados para seus funcionários, próximo a fábrica. Com a chegada e expansão do futebol, esse espaço passou a ser cada vez mais requisitado e a empresa aproveitou a oportunidade ao alugar o campo de futebol para pequenos clubes da cidade no início do século XX. Em 3 de maio de 1902, o Mackenzie College venceu por 2 a 1 o Germânia (atual Esporte Clube Pinheiros) no Parque da Antarctica, dando início ao primeiro campeonato oficial de futebol do Brasil, o Campeonato Paulista.

No início, o Germânia (clube de origem alemã) era o mandante do estádio. Entretanto, com o início da Primeira Guerra Mundial, o Germânia teve seu estádio desapossado, e o Governo, ao invés de utilizá-lo como bem público, o repassou ao América F.C., um clube paulistano (extinto) de pequena expressão. Com dificuldades financeiras, o América passou a sublocar alguns horários para outras equipes. Foi assim que em 1917 o Palestra Itália passou mandar seus jogos no Parque da Antarctica. Em 1920, o Palmeiras (com o apoio da Cia Matarazzo) efetuou a compra do campo de futebol e de grande parte do terreno do Parque da Antarctica, pelo valor total de 500 contos de réis, além de um contrato perpétuo de venda dos produtos da Companhia Antarctica nas dependências do estádio.

O estádio já protagonizou jogos importantes, como a final da Taça Libertadores da América de 1999, quando o Palmeiras sagrou-se campeão do torneio, o mesmo ocorrido nas finais da Copa Mercosul de 1998 e outras finais de campeonatos paulistas. Em 15 de agosto de 1914, sediou a primeira partida internacional do Corinthians, que perdeu para o Torino (da Itália) por 3 a 0.

Torcida durante último jogo do Estádio Palestra Itália: Palmeiras x Boca Juniors.

Torcida durante último jogo do Estádio Palestra Itália: Palmeiras x Boca Juniors. Foto: ViniRoger.

No dia 22 de maio, na vitória do Palmeiras por 4 a 2 sobre o Grêmio, o estádio recebeu a última partida oficial do alviverde. Em 9 de julho de 2010, um jogo amistoso entre Palmeiras e Boca Juniors (2 a 0 para os argentinos) marcou a despedida definitiva do Estádio Palestra Itália antes do início de uma profunda reforma para transformar o espaço em uma arena multiúso. Sua entrega era prevista para o primeiro trimestre de 2014, ano do centenário do clube e da realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Allianz Parque

Também chamado de Arena Palestra Itália, foi fruto de um acordo assinado entre o Palmeiras e empresa do Grupo WTorre. A WTorre administra o local durante 30 anos através de uma empresa especialista em gestão de arenas(cuida de todas as despesas e manutenções e recebe um percentual crescente das receitas com patrocínios, camarotes, shows, etc), sendo que o Palmeiras terá participação integral nas receitas de partidas de futebol durante o período. Em 2013, a WTorre anunciou a venda do “naming rights” da arena para a Allianz.

Conforme o projeto, a arena teria 43.600 mil lugares cobertos, 160 camarotes para mais de 3 mil pessoas, um restaurante panorâmico, lanchonetes, lojas, centro de convenções e estacionamento para até 2 mil carros. Com objetivo de facilitar a circulação dos frequentadores da arena, bem com a limpeza das arquibancadas, as cadeiras não são fixadas no piso, mas em trilhos metálicos.

O complexo Allianz Parque conta com um Edifício Poliesportivo, erguido onde antes se localizava o antigo ginásio do clube, para abrigar partidas de basquete, futsal, vôlei, tênis e futebol society. O Edifício Multiuso conta com áreas administrativas do clube, os esportes indoor, como judô e ginástica artística, e até um espaço com vista panorâmica.

Para saber mais sobre o novo estádio e sobre a história do Palmeiras, clique nos respectivos links. Leia também a matéria “Documentos do Dops contam como Palmeiras foi forçado a se afastar da Itália“.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.

2 Pingbacks/Trackbacks