Crescendo com o IntelliMen

O IntelliMen é um projeto voltado ao público masculino com o objetivo de desenvolvimento pessoal em diversas áreas da vida do homem. Promovido pelo bispo da Igreja Universal Renato Cardoso, envolve uma série de desafios semanais ao longo de um ano. Eles devem ser realizados em conjunto com um parceiro oficial, de modo a compartilhar dúvidas, experiências e um puxar o outro caso algum enfraqueça nessa jornada.

Sinal de mão oficial do IntelliMen: o soco da inteligência

Sinal de mão oficial do IntelliMen: o soco da inteligência

Dentre os 52 desafios apresentados, estão o auto conhecimento, controle dos próprios impulsos, promover uma mudança de hábitos e até melhorar a saúde do corpo – “começar a fazer exercício físico 3 vezes por semana durante 1 hora”. As tarefas e os prazos de execução permitem organizar metas para se cumprir e, assim, trabalhar para melhorar o caráter, o valor próprio, a relação com a família e a sociedade, saúde física e espiritual, educação, disciplina, trabalho e dinheiro.

No entanto, para crescer, não existe fórmula mágica, é preciso muita dedicação. É comum ver o termo “forjar o homem” nesses caso, pois para se fazer uma espada, é preciso pegar um pedaço de ferro e nele bater, aquecer, grosar, limar, friccionar e polir muitas vezes, em um processo lento e cuidadoso, até que se torne numa poderosa espada, afiada e brilhante.

Falando de modo geral sobre os desafios, eles começam por identificar seus pontos fortes e fracos, onde precisa melhorar. Dentre as tarefas, estão a leitura de alguns texto e assistir alguns vídeos curtos. Um deles (desafio 5) apresenta três coisas que aparecem na nossa infância mas que devem ser trabalhadas na fase adulta:

  • Homem não chora – diferença entre ser homem e ser simplesmente um macho, que não é ficando com várias mulheres que o homem vai ser mais homem, e sim pelo caráter; ser forte é vencer a si mesmo
  • Hábito de mentir – não fugir de situações, e sim enfrentá-las; caso errou, assuma-o e peça desculpa aos prejudicados
  • Jeito – não estancar a própria vida em um nível dizendo “esse é o meu jeito”, e sim trabalhar na própria evolução; um jeito de enfrentar o “seu jeito” é fazer o contrário do que o “seu jeito” diz

Também deve-se brigar contra o que estiver dominando-o e passar a dominá-lo. Para tomar uma atitude, é preciso definir objetivos. Um objetivo inteligente pode ser dividido em cinco partes:

  • Claro e específico – defina perguntas que possam ser respondidas e esclareça o alvo (como se fosse explicar para alguém)
  • Alcançável
  • Quantificado
  • Relevante – identificar prioridades
  • Tem prazo

Para melhorar o convívio e sua própria instrução, ensine alguma coisa a alguém. Faça algo pela família, por outra pessoa. Seja mais cavalheiro. Ore a Deus, agradecendo pelo que tem, pedindo perdão pelos pecados e direção em seus próximos passos. Planeje-se para guardar pelo menos 20% de tudo o que ganha em um mês para emergências ou fazer um projeto maior (viagem, comprar a casa própria, etc).

Voltando na parte de ensinar, leia para aprender sobre algum assunto que gosta e se aprofundar nele – talvez seja um ponto forte seu a ser desenvolvido e possa até trabalhar seu lado empreendedor em um novo negócio. Tente usar o dinheiro guardado para algo inteligente, que gere mais renda. Você pode até ter um emprego, mas sabe que não pode ficar na dependência total dele. Invista em suas potencialidades.

Uma forma de focar suas ações e não dispensar em coisas que vão lhe trazer algum mal é vigiar seus pensamentos e remover todos os que não lhe fazem bem. Para isso, deve-se evitar que maus pensamentos surjam, controlando olhos e ouvidos – afinal, você não ficaria brincando com um palito de fósforo aceso em frente a um tanque de gasolina. Caso os pensamentos danosos apareçam, mude de canal: tente pensar em outra coisa para mudar foco do cérebro.

Deve-se identificar um mau hábito e eliminá-lo. Reorganize o ambiente ao seu redor fazendo com que seja impossível praticá-lo. E adote um novo hábito bom para substituir o antigo. Normalmente demora em torno de um mês para se desenvolver um bom hábito, então não vai ser uma coisa que vai acontecer da noite pro dia. Você deverá ser firme, saber dizer “sim” e “não” corajosamente. Para definir seu novo hábito, pense no que você quer alcançar na sua vida. Em seguida, pense nos hábitos que você precisará ter para alcançar aquilo.

Cuidado com seus pensamentos, pois eles se tornam palavras;
cuidado com suas palavras, pois elas se tornam ações;
cuidado com suas ações, pois elas se tornam hábitos;
cuidado com seus hábitos, pois eles se tornam em caráter;
cuidado com seu caráter, pois ele se torna o seu destino.

Muitas vezes, um mau hábito pode surgir como uma válvula de escape dos problemas do cotidiano. Devido à satisfação que traz, ele torna-se um vício. Bebida, drogas e violência são exemplos disso. O vício da pornografia e masturbação tem dominado a vida de muitas pessoas, condicionando-os a um futuro de real satisfação sexual duvidável, mesmo dentro do casamento. Deve-se bloquear a pornografia da sua vida e blindar-se contra ela.

“Não cometa adultério.” Mas Eu lhes digo: Quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração. Portanto, se o seu olho direito faz você pecar, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno. Se a sua mão direita faz você pecar, corte-a e jogue-a fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ir para o inferno.

Jesus, em Mateus 5.27-30

Aprender a fazer o que é certo (com ou sem vontade). Você não precisa sentir vontade para fazer o que é certo nem o que é bom para você. Precisa apenas decidir e fazer. O princípio dos 5 minutos ensina que se começarmos a fazer uma coisa mesmo sem vontade, ao fim de 5 minutos já estaremos empolgados e totalmente “dentro” daquela atividade. Daí é só continuar. “Não sinta. Faça.”

Todas as manhãs, 86.400 segundos são creditados em nossa conta, e todas as noites o saldo que não usamos é debitado como perda. Não é permitido acumular esse saldo para o dia seguinte. Não se pode tirar saldo adiantado. Portanto planeje à noite como será seu dia seguinte, o que precisa ser feito, quanto tempo vai demorar, etc. E seja pontual nos compromissos, não só com os outros mas com você mesmo. Quem perde a fé em si mesmo está perdido.

Valorize o agora: fazer alguma coisa pensando em outra não deixa fazer nenhuma tarefa corretamente. Por exemplo, passear na natureza e ficar falando mal dos outros, sem apreciar a paz que o ambiente natural propicia. Ou sentar na sala de aula sem ouvir, pensar e refletir sobre o que o professor está falando, para ficar pensando na briga que teve ou fofocando com o colega.

Ainda sobre o planejamento, crie uma lista de tarefas. Quando não escrevemos isso, a tendência é que as interrupções e distrações vão roubando nosso tempo e quando percebemos, o dia já se foi e não fizemos o que tínhamos de fazer. Todas as vezes que surgir a vontade de fazer coisas que desperdiçam o seu tempo, você dá uma olhada na lista novamente. Existe um site gratuito que permite você montar várias listas de tarefas, que podem ser guardadas por senha e consultadas de qualquer computador ou celular, o iTextPad – também possui um calendário, para agendar as tarefas.

Assim como a dor, que sinaliza que algo está errado no seu corpo e precisa de atenção, a raiva é um sinal de que algo contrariou suas expectativas ou seus padrões do que você acha que é certo. A solução, portanto, é entender a mensagem daquela raiva. Uma vez entendendo a mensagem, agir sobre ela positivamente. Não pode dar vazão desenfreada a todas as emoções, precisa de equilíbrio e domínio próprio (caso contrário, você estará mais propenso a cometer erros e exageros). Seja senhor da raiva, não escravo dela. Veja esse exemplo: se sua esposa gastou mais dinheiro do que você gostaria, vocês precisam sentar para discutir objetivos financeiros e concordar um orçamento, pois simplesmente brigar com sua mulher não vai resolver nada.

Não te apresses em irar-te, porque a ira se abriga no íntimo dos insensatos.

Eclesiastes 7.9

Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus.

Tiago 1.19

Busque ter atitudes positivas. O conjunto de atitudes negativas acontecendo, dezenas, centenas, milhares de vezes ao longo da vida resultam que nossas palavras nos condicionam a pensarmos e agirmos segundo o que elas dizem. Por exemplo, em vez de “estou esperando chamarem as pessoas para o processo seletivo”, diga “ainda tem tempo para o processo seletivo, então enquanto isso estou pesquisando sobre a empresa, estudando sobre os assuntos que devo dominar no trabalho, desenvolvendo habilidades necessárias e planejando como o dinheiro ganho deve ser gasto”. Não colocar problema em tudo e usar isso de desculpa para não fazer; os problemas devem ser vistos como os pontos a serem solucionados.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.