Códigos de barras

O que é um código de barras? Como ele funciona? Qual a diferença do antigo código de barras para esse novo tipo, o QR Code? E como ele funciona? Uma grande vantagem das barras é que elas podem ser identificadas rapidamente, e sem risco de erros, automatizando o sistema. Isso agiliza desde somar o valor das suas compras no supermercado até a logística de transporte de mercadorias. Saiba mais lendo esse artigo.

Arte envolvendo códigos de barra

Arte envolvendo códigos de barra

O código de barras é uma representação gráfica de dados numéricos (ou alfanuméricos), geralmente representados logo abaixo, o que possibilita sua digitação caso o sistema óptico-eletrônico de leitura falhe. Existem os códigos unidimensionais (esses tracinhos pretos e brancos que geralmente encontramos nos produtos) e os bidimensionais (um conjunto de vários quadradinhos brancos e pretos). O sistema de barras foi criado nos Estados Unidos em 1973 e acabou sendo adotado na Europa três anos depois. No Brasil, o Código Nacional de Produtos (código de barras) foi introduzido formalmente em 1984.

A decodificação (leitura) dos dados é realizada por um tipo de scanner (conhecido como leitor de código de barras), que emite um raio (geralmente vermelho) que percorre todas as barras. Onde a barra for escura, a luz é absorvida; onde a barra for clara (espaços), a luz é refletida novamente para o leitor. Isso porque, em eletrônica, o ligado é representado por 1 e o desligado vale 0. Combinando esses dois dígitos de diferentes maneiras, é possível formar números binários que podem ser convertidos por um computador em letras ou números entendidos pelos seres humanos. Uma tabela de conversão de caracteres e barras pretas e brancas, finas ou largas, é a expressão de uma simbologia chamada código 39 (clique no nome para ver a tabela).

the barcode printer: free barcode generator
As palavras “Monolito Nimbus” escritas em formato de código de barras. Você pode gerar um código para qualquer palavra: basta clicar na imagem acima e seguir as instruções.

Para mercadorias, é utilizado o código EAN/UPC. Ele é um sistema internacional que auxilia na identificação inequívoca de um item a ser vendido, movimentado e armazenado, sendo o EAN-13 (ou seja, utiliza 13 dígitos) o padrão utilizado mundialmente, exceto nos EUA e Canadá. A estrutura numérica do código (que geralmente mostra os números que representa abaixo das barras) leva as seguintes informações:

como_funciona_barcode

Observe que cada país possui um código. Caso queira saber realmente de onde vem um produto, basta consulta a tabela relacionando o código e o país, disponível no site Utilidade Pública. Veja nesse vídeo como é calculado o dígito verificador:

Já no caso de códigos de barras em boletos bancários, existe um número (chamado Linha Digitável), sempre na parte de cima do boleto, com 48 dígitos separados em cinco campos (no caso de serviços públicos como água, luz e telefone, são 44 dígitos separados em 4 campos).

Campos de uma linha digitável de boleto e o seu significado (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo

Campos de uma linha digitável de boleto e o seu significado (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Os bancos são representados por um número, que pode ser consultado clicando nesse link: Lista com nome e número dos bancos. No caso da moeda, 9 indica pagamento em real e 8 indica que é em outra moeda. A sequência final de 14 algarismos a data de vencimento e o valor do documento (sem desconto). Os quatro primeiros números informam o fator de vencimento, que é o número de dias decorridos desde a data-base (07/10/1997) até a data de pagamento. Por exemplo, se o boleto vence em 22/04/2013, o código indicador deve ser 5676 (caso este número seja 0000, o documento não possui uma data de vencimento). Já os 10 últimos indicam o valor do documento. Por exemplo, para o pagamento de um boleto de R$ 150,75, o final do boleto será 0000015075.

QR Code

O código QR (sigla do inglês Quick Response) é um código de barras bidimensional (ou seja, tem altura e largura) que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera, através da instalação de um aplicativo. Esse código é convertido em texto (interativo), endereço de um site, número de telefone, localização georreferenciada, etc. Veja essa reportagem do Olhar Digital sobre o tema:

Esse tipo de codificação permite que possa ser armazenada uma quantidade significativa de caracteres (mais de 7 mil números), bem mais do que no tradicional código de barras unidimensional. Inicialmente criado pela empresa japonesa Denso-Wave em 1994 para identificar peças na indústria automobilística, desde 2003 é usado para adicionar dados a telefones celulares através da câmera fotográfica.

qr-code-generator
Instale o aplicativo (dica: QR code reader) no seu celular e “tire uma foto” com ele para ver o que acontece. Você pode gerar um código para qualquer palavra: basta clicar na imagem acima e seguir as instruções.

Os pequenos quadradinhos pretos e brancos representam todo o conteúdo presente dentro do código (são chamados de módulos). Veja a seguir um infográfico disponível no site Tecmundo explicando o QR Code:

Infográfico

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.