Arquivos da categoria: Caçadores da Aeronave Perdida

A série “Caçadores da Aeronave Perdida” busca o destino de aeronaves que não voam mais

Museu Aeroespacial – MUSAL

Maior museu de aviação do Brasil, o MUSAL está localizado no Campo dos Afonsos, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro/RJ. Inaugurado em 1976, possui em seu acervo diversas aeronaves, motores, armas e objetos vinculados a história da Aeronáutica e da aviação brasileira, 12 salas expositivas temáticas e um hangar de restauração. No Campo dos Afonsos que começou a funcionar a primeira ... continue lendo [...]

Aviões na sucata

Quando uma aeronave deixa de voar, seja por problemas mecânicos, de segurança, econômicos, burocráticos ou mesmo defasagem tecnológica, ela pode ter diferentes destinos. Algumas vezes, o avião vai para museus ou praças, permanecendo em exposição para o público - veja alguns exemplos na série Caçadores da Aeronave Perdida. Podem até ser reaproveitados como restaurantes, hotéis e espaço ... continue lendo [...]

Santos Dumont e o 14-bis

Alberto Santos Dumont nasceu em 20 de julho de 1873 no sítio Cabangu, no local que viria a ser o município de Palmira (hoje rebatizado "Santos Dumont" em sua homenagem), em Minas Gerais. Seu pai, Henrique Dumont, tinha ascendência francesa, era cafeicultor na região de Ribeirão Preto e foi engenheiro de obras públicas, chegando a trabalhar na construção da Ferrovia D. Pedro II. Em 1891, Alberto ... continue lendo [...]

Caças Mirage

A Dassault Aviation é uma empresa fabricante de aviões civis e militares sediada na França. Fundada em 1936, criou a série de aviões Falcon e Mirage, dentre outras. Em 1953, a Armée de l'Air (o Exército do Ar Francês) encomendou um estudo de um interceptador leve, com capacidade de operação todo-tempo, capaz de subir a 18.000 metros em 6 minutos e de alcançar Mach 1.3 em voo horizontal. ... continue lendo [...]

Aviões mais usados para aprender a pilotar

Além do conhecimento teórico, os aprendizes de pilotagem devem realizar algumas horas para tirar o brevê de piloto privado, piloto comercial ou multimotor. As aeronaves monomotor geralmente utilizadas são listadas abaixo - a última é um bimotor. Alguns aeroclubes, instituições da aviação e até prédios comerciais deixam expostos alguns exemplares que não voam mais como decoração. Paulistinha Produzido ... continue lendo [...]

AT-26 Xavante

O Aermacchi MB-326 é uma aeronave monomotora a jato para o treinamento militar desenvolvida pela companhia italiana Aermacchi. Sua versão brasileira foi denominada EMB-326 Xavante pela Embraer e AT-26 pela FAB. A Aermacchi (originalmente Aeronautica Macchi) é uma indústria aeronáutica italiana fundada em 1913. Sua sede está em Varese, uma comuna situada na região da Lombardia (próximo ... continue lendo [...]

Cemitério de aviões

Como o espaço dos aeroportos é reduzido e o aluguel de hangares elevado, os proprietários dos aviões recorrem aos cemitérios. Chamados em inglês de "Aircraft boneyard" (ou "Aircraft graveyard"), são locais amplos, com pistas homologadas e em condições operacionais, com estrutura de manutenção (grande parte ainda recebe manutenção, como lubrificação e acionamento esporádico dos motores). ... continue lendo [...]

Boeings 737 da Vasp

O Boeing 737 é um avião comercial a jato, bimotor, de fuselagem estreita (narrow-body) e corredor único. O primeiro voo de um 737 foi em 1967, sendo a aeronave de maior vendagem na história da aviação civil. As séries 100 e 200 (mais alongada) eram identificáveis pelas naceles (suporte do motor na asa) tubulares de motor, integradas às asas, com projeções à frente do bordo de ataque e ... continue lendo [...]

SAAB Scandia

O único exemplar sobrevivente do Saab 90 Scandia se encontra no Museu de Armas, Veículos e Máquinas Eduardo André Matarazzo, em Bebedouro/SP. O Saab 90 Scandia foi um avião civil de passageiros, fabricado pela Svenska Aeroplan Aktiebolaget (SAAB, depois "Saab"). Fundada em 1937, também começou a produzir automóveis no final da década de 1940 e na computação no final dos anos 1950. Com o ... continue lendo [...]

North American B-25J Mitchel

Um dos bombardeiros mais eficientes da Segunda Guerra Mundial, o B-25 imortalizou-se em 18 de Abril de 1942, quando se tornou o primeiro avião americano a bombardear o Japão. A aeronave recebeu a designação oficial B-25 Mitchell, em homenagem a Billy Mitchell, general do exército americano, responsável por criar o corpo aéreo do exército que daria origem a atual força aérea dos Estados ... continue lendo [...]