Alemanha

A região é habitada por vários povos germânicos desde antes de 100 d.C. A partir do século X, os territórios alemães formaram a parte central do Sacro Império Romano-Germânico, que durou até 1806. Durante o século XVI, o norte da Alemanha tornou-se o centro da Reforma Protestante. Como um moderno Estado-nação, o país foi unificado pela primeira vez em consequência da Guerra Franco-Prussiana em 1871. Devido à derrota sofrida na 1ª Guerra Mundial, a Alemanha passou período de forte inflação e desemprego, um ambiente fértil para o nascimento do partido nazista e a ascensão de Hitler ao poder. Em 1949, após a 2ª Guerra Mundial, a Alemanha foi dividida em dois estados, a Alemanha Ocidental, oficialmente “República Federal da Alemanha” e aliada dos EUA, e a Alemanha Oriental, oficialmente “República Democrática Alemã” e aliada da URSS, ao longo das linhas de ocupação aliadas. A Alemanha foi reunificada em 1990.

Portão de Brandemburgo (esquerda) e trecho do muro de Berlim (direita).

Portão de Brandemburgo (esquerda) e trecho do muro de Berlim (direita).

Berlim

A capital também foi dividida durante a Guerra Fria. Em 1949, nos territórios controlados pelos soviéticos, surgiu a República Democrática Alemã, tendo por capital a zona oriental de Berlim. Porém, os setores restantes de Berlim, controlados por EUA, França e Reino Unido, tornaram-se um enclave dentro do território da RDA. Para evitar a fuga dos berlinenses para os sectores ocidentais, o governo comunista construiu, em 1961, o muro de Berlim, com cerca de 150 km de extensão, envolvendo os restantes sectores. Quem tentasse ultrapassá-lo era imediatamente morto. Em 1989, o governo da Alemanha Oriental anunciou, após várias semanas de distúrbios civis, que todos os cidadãos da RDA poderiam visitar a Alemanha Ocidental e Berlim Ocidental. Multidões subiram e atravessaram o Muro, e ao longo das semanas seguintes, partes do Muro foram destruídas pelo povo e equipamentos industriais. Atualmente, o governo reconstruiu alguns trechos e outros estão marcados no chão o percurso que o muro fazia quando estava erguido.

Fotos do Campo de Concentração nazista de Sachsenhausen.

Fotos do Campo de Concentração nazista de Sachsenhausen.

Outras atrações turísticas da cidade são o prédio do Reichstag (local do parlamento alemão) e sua característica cúpula de vidro, o Portão de Brandemburgo (construído entre os anos de 1789 e 1791, único remanescente de uma série de outras entradas de Berlim), Ilha dos Museus, Catedral de Berlim, Torre de TV, dentre outros. Próximo de Berlim, está o Campo de Concentração Sachsenhausen, da 2ª Guerra Mundial. Seguindo para Hannover, em Wolfsburg, tem o museu da Volksvagen. Clique no link para o vídeo do Nerdtour na região de Berlim.

Füssen

Localizada na Baviera, é onde está o Castelo de Neuschwanstein. Palácio alemão construído na segunda metade do século XIX, sua arquitetura serviu de inspiração ao “Castelo da Bela Adormecida”, símbolo dos estúdios Disney. O castelo pode ser considerado como um monumento dedicado a Richard Wagner, o qual Luís II da Baviera admirava muito. De facto, muitas das suas salas são inspiradas em óperas do compositor alemão. Uma das salas do castelo reproduz, de maneira muito realista, uma gruta com muitas estalactites e estalagmites, a qual possuiu uma cascata durante o reinado de Luís II. Próximo de Füssen, está o Castelo Hohenschwangau (ou Castelo do Grande Condado do Cisne), residência de infância do Rei Luís II e residência oficial de veraneio e de caça do Rei Maximiliano. Clique no link para o vídeo do Nerdtour na região.

Castelo de Neuschwanstein visto de perto.

Castelo de Neuschwanstein visto de perto.

Heidelberg

Muito conhecida pela Universidade de Heidelberg (que é a mais antiga da Alemanha), fundada em 1386 e até hoje muito famosa na área de Medicina. O Castelo de Heidelberg é um dos mais importantes edifícios renascentistas a norte dos Alpes. Ergue-se 80 metros acima da base do vale, na colina norte da Königstuhl, dominando a imagem da antiga cidade. Possui diversos edifícios e torres bem particulares. Por exemplo, existiam o Edifício do Salão de Vidro (devido aos espelhos venezianos que ornamentavam a Galeria dos Espelhos), a Torre Grossa (devido à sua parede com sete metros de espessura) e a Torre-Prisão.

Colônia (Köln)

Abriga uma das maiores comunidades turcas fora da Turquia. A Catedral de Colônia é uma igreja de estilo gótico, o marco principal da cidade. Sua construção começou no século XIII e durou 600 anos. As duas torres possuem 157 metros de altura, com a catedral possuindo comprimento de 144 metros e largura de 86 metros. Quando foi concluída em 1880, era o prédio mais alto do mundo. O Museu do Chocolate, localizado as margens do rio Reno, é uma viagem desde o cultivo do cacau (possui a casa tropical, climatizada para abrigar o cacaueiro) até o produto final (visita às máquinas e degustação).

Catedral de Colônia (em destaque, vista de uma das torres).

Catedral de Colônia (em destaque, vista de uma das torres).

Dortmund

Uma das maiores cidades do Vale do Ruhr, possui castelo, casas históricas, estádio de futebol e torre de TV com vista panorâmica. Uma atração é a mina de carvão Zollern, construída em 1898.

Dusseldorf

Localizada às margens do Rio Reno, possui sede de muitas empresas e edifícios modernos. A torre Rheinturm, com seus 234 metros de altura, é o melhor ponto para se ter uma vista excelente de toda cidade e do rio Reno. Em sua cobertura, onde existem dois restaurantes, o mais elevado é giratório. O relógio Schneider Wibbel é uma autêntica obra de arte, com grande figuras humanas que se movem a cada hora, no melhor estilo artesanal da relojoaria alemã.

Friburgo (Breiburg)

Localizada no lado ocidental da Floresta Negra, a cidade é considerada um centro de excelência em termos de qualidade de vida, tanto por causa do seu desenho urbanístico e do seu sistema de mobilidade. Possui um centro histórico com catedral gótica e mercado municipal. Uma particularidade é um grande número de pequenos canais que correm pelas ruas de pedra, antigamente utilizadas para abastecimento.

Catedral e ruas de Friburgo.

Catedral e ruas de Friburgo.

Munique (München)

Capital do estado federal da Baviera, é o local onde anualmente festeja-se a festa da cerveja mais famosa do mundo, chamada Oktoberfest. É sede de várias empresas, possui um sistema de transporte público muito desenvolvido e possui estádio, vários teatros, universidades e museus, como o da BMW. A Praça Marienplatz, com suas altas colunas, é praça mais antiga e central do coração da cidade, dominada pela nova prefeitura neogótica e sua fachada saliente, acentuada pelo som maravilhoso dos sinos da torre da prefeitura. Em torno dela, ficam as três famosas portas da cidade: Isartor, Sendlinger Tor e Karlstor. Hofbräuhaus, originalmente apenas uma cervejaria, tornou-se um palácio da cerveja conhecido mundialmente. As pessoas usam as típicas bermudas de couro e o traje feminino “Dirndl”, e a cerveja local é servida em canecos de um litro, chamados de “Maß” (medida), com tradicional comida bávara acompanhando. Clique no link para o vídeo do Nerdtour na região de Munique.

Ponte e poste no mercado de Munique.

Ponte e poste no mercado de Munique.

Frankfurt

Centro financeiro e de transporte da Alemanha, possui uma das maiores bolsas de valores e um dos maiores aeroportos do mundo. Os becos estreitos, com calçamento de pedras, e o vinho de maçã feito nas adegas locais são típicos da região. O Shopping center “My Zeil”, projetado com uma arquitetura espetacular pelo arquiteto italiano Massimiliano Fuksas, foi inaugurado em 2009 e possui a maior escada rolante livre da Europa, com um comprimento de 48 metros.

Compartilhe o link desse texto, mas se for copiar algum trecho, cite a fonte. Valorize nosso trabalho.
Mais informações na licença de uso do site.